F1: Verstappen lidera lista dos pilotos mais bem pagos da categoria

O mundo da Fórmula 1 é conhecido por seus carros, corridas emocionantes e salários astronômicos. Com a temporada de 2024 prestes a começar, a lista dos pilotos mais bem pagos da categoria foi revelada. E não é surpresa que os três campeões que estão no grid estejam no topo do ranking.

Max Verstappen, tricampeão consecutivo e sensação da Red Bull, lidera a lista com um salário estimado em US$ 70 milhões. Sua performance dominante em 2023, com recorde de vitórias, rendeu um aumento significativo em relação ao ano anterior. Lewis Hamilton, apesar de não ter vencido nenhuma corrida em 2023, continua sendo um dos mais valiosos da categoria. O heptacampeão da Mercedes mantém um salário base alto, de US$ 55 milhões, mesmo sem os bônus que costumava receber por vitórias e pódios.

Fechando o ‘pódio’ dos mais bem pagos está Fernando Alonso, que chegou à Aston Martin no início de 2023 com um contrato robusto. O bicampeão, considerado um dos pilotos mais habilidosos da história, vai ganhar US$ 34 milhões em 2024, valor superior ao que recebia na Alpine.

Outros nomes de destaque incluem Sergio Perez (Red Bull, US$ 26 milhões), Charles Leclerc (Ferrari, US$ 19 milhões) e Lando Norris (McLaren, US$ 15 milhões).

É importante lembrar que os salários dos pilotos não fazem parte do teto de gastos da F1. Isso significa que as equipes têm liberdade para oferecer o quanto quiserem aos seus pilotos, desde que mantenham seus gastos totais dentro do limite imposto pela categoria.

A lista dos salários dos pilotos da F1 sempre gera curiosidade e algum debate. De qualquer forma, segue a lista dos salários para 2024:

Max Verstappen – Red Bull – US$ 70 milhões
Lewis Hamilton – Mercedes – US$ 55 milhões
Fernando Alonso – Aston Martin – US$ 34 milhões
Sergio Perez – Red Bull – US$ 26 milhões
Charles Leclerc – Ferrari – US$ 19 milhões
Lando Norris – McLaren – US$ 15 milhões
Carlos Sainz – Ferrari – US$ 14 milhões
Valtteri Bottas – Stake F1 Team – US$ 10 milhões
George Russell – Mercedes – US$ 8 milhões
Pierre Gasly – Alpine – US$ 8 milhões
Oscar Piastri – McLaren – US$ 8 milhões
Esteban Ocon – Alpine – US$ 6 milhões
Kevin Magnussen – Haas – US$ 5 milhões
Alex Albon – Williams – US$ 3 milhões
Daniel Ricciardo – Alpha Tauri – US$ 2,1 milhões
Nico Hulkenberg – Haas – US$ 2 milhões
Lance Stroll – Aston Martin – US$ 2 milhões
Zhou Guanyu – Stake F1 Team – US$ 2 milhões
Yuki Tsunoda – AlphaTauri – US$ 1 milhão
Logan Sargent – Williams – US$ 1 milhão