F1: Stroll enfrentou dificuldades mesmo antes de colidir em Jeddah

Lance Stroll teve um GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 difícil e breve. O piloto da Aston Martin visivelmente lutou com a aderência nas primeiras voltas da corrida, perdendo rapidamente contato com os carros à frente, e em seguida, colidindo no mesmo ponto onde havia atingido o muro dois dias antes durante os treinos livres.

Em uma sessão de classificação extremamente acirrada, Stroll garantiu um lugar no top 10 ao lado do companheiro de equipe Fernando Alonso. No entanto, pelo segundo fim de semana consecutivo, ele não conseguiu melhorar seu tempo do Q1 nas sessões subsequentes. Ele alinhou em 10º lugar, seis posições atrás de seu companheiro de equipe e sete décimos de segundo mais lento.

Stroll passou toda sua breve corrida em Jeddah sob ataque, com dificuldades para manter o ritmo. Seus problemas foram agravados pelos pneus, que ele estava tendo dificuldade para aquecer. Após apenas cinco voltas, Stroll perdeu oito segundos para seu companheiro de equipe, e ainda tinha o carro de Yuki Tsunoda pressionando-o de perto. Ele avisou novamente seu engenheiro de corrida que estava perdendo ritmo.

A curva 22 pegou Stroll desprevenido dois dias antes, durante a primeira sessão de treinos do fim de semana. Na ocasião, ele tocou o muro, mas conseguiu retornar aos boxes para reparos. No GP, porém, Stroll não teve tanta sorte. Ele bateu muito mais forte no muro, quebrando a suspensão dianteira esquerda e encerrando sua corrida.

Esta foi a segunda colisão forte de Stroll no espaço de dez finais de semana de corrida. Em Singapura no ano passado, ele sofreu um acidente grave na sessão de classificação que o tirou do restante do evento.

Apesar do fim de semana difícil em Jeddah, enquanto Alonso conquistou um bom quinto lugar, Stroll precisa de um bom resultado em Melbourne novamente.