F1: Seidl fala sobre ambição da Audi com recrutamento agressivo de talentos

O CEO da Sauber, Andreas Seidl, revelou que a Audi está intensificando os preparativos para sua entrada na Fórmula 1 em 2026. A montadora alemã vem realizando contratações de peso junto a equipes rivais.

A Audi assumirá totalmente a Sauber a tempo da estreia na categoria com o novo regulamento técnico. A equipe ainda como Sauber, vem apresentando resultados abaixo do esperado nas últimas temporadas, caindo para a nona colocação no campeonato passado.

No entanto, a chegada da Audi já atraiu nomes importantes. Nico Hulkenberg vai deixar a Haas no final da atual temporada para se juntar à Sauber já em 2025, e rumores apontam para uma proposta lucrativa oferecida a Carlos Sainz, atualmente na Ferrari, que deixará a Scuderia no fim de 2024.

Seidl declarou que a Sauber iniciou uma campanha agressiva de recrutamento desde o anúncio da parceria com a Audi, incluindo a contratação de engenheiros renomados.

“Estamos investindo dezenas de milhões abaixo do limite de gastos da categoria e contamos com cerca de 600 funcionários”, disse Seidl ao Auto Motor und Sport. “O objetivo é aumentar rapidamente o quadro de funcionários de 600 para 900 pessoas.”

“Já possuímos uma equipe talentosa, que estamos fortalecendo ainda mais com conhecimento e experiência adicionais. No ano passado, conseguimos atrair profissionais de diversas equipes da Fórmula 1 e de outras áreas”, disse ele.

“A chegada da Audi como acionista majoritária impulsionou uma nova fase em nossa campanha de recrutamento. O projeto despertou grande interesse no meio. A entrada de uma marca premium com tanta história no automobilismo é extremamente atraente”, acrescentou.

Seidl também revelou que a Audi está adotando a mesma estratégia em sua divisão de motores, visando o desenvolvimento da nova unidade de potência para o novo regulamento.

“O núcleo da equipe é formado por funcionários da Audi com vasta experiência interna. Conseguimos contratar talentos de ponta de praticamente todos os fabricantes”, completou Seidl.

O F1MANIA.NET acompanha o GP de Miami ‘in loco’ com os jornalistas Victor D. Berto e Rodrigo França.