F1: Sauber gostou do desempenho, mas esperava resultado melhor

A Sauber (Stake F1 Team) fez uma corrida razoável no circuito de Sakhir, o GP do Bahrein de Fórmula 1. Em uma corrida sem abandonos, Zhou Guanyu terminou em 11º lugar e Valtteri Bottas apenas em 19º, depois de enfrentar vários problemas durante a prova.

Alessandro Bravi, chefe da equipe: “Fizemos uma corrida muito consistente hoje e demonstramos ser a sexta equipe do campeonato em condições de corrida. Esse resultado deve dar confiança à nossa equipe e nos incentivar. É possível dar mais passos e melhorar nosso desempenho. Em particular, progredir em nosso desempenho de volta única, mesmo antes de Jeddah, nos daria uma chance mais forte de lutar pelos pontos. Zhou fez uma corrida forte esta noite, não cometendo erros e igualando a Aston Martin de (Lance) Stroll durante a maior parte da corrida, o que é um bom sinal para a temporada. Infelizmente, Valtteri teve falta de sorte, pois sua boa largada não deu em nada quando foi pego no acidente de outra pessoa na curva um. Ele sofreu danos em sua aba da asa dianteira, e vimos a perda de desempenho que isso causou, o que o impediu de lutar por posições mais altas. O problema no pit stop, quando sofreu com uma porca defeituosa, acabou com qualquer esperança de recuperação, mas ele ainda conseguiu entregar um stint final forte, o que foi uma boa referência para a gestão de pneus de Zhou. Mesmo nessas condições difíceis, jogamos em equipe. Quero prestar homenagem ao time, depois da difícil classificação de ontem, que não refletiu onde achamos que estamos em termos de desempenho geral, tivemos uma evolução hoje, também graças ao desempenho de ambos os pilotos. Agora precisamos nos concentrar no próximo passo. Sabemos as áreas do nosso carro que precisamos melhorar, e se continuarmos trabalhando como fizemos nas últimas semanas, haverá oportunidades em breve”, concluiu.

Bottas: “Infelizmente, hoje não foi o meu dia. Tive uma boa largada, mas depois fui pego no incidente na curva um entre Nico (Hulkenberg) e Lance (Stroll), que resultou em danos na asa dianteira, que me fizeram perder um pouco de terreno e desempenho. Além disso, tivemos um problema com a porca de roda durante meu segundo pit stop, o que nos fez perder mais algum tempo. A sorte não estava do nosso lado hoje. Como positivo para levar para casa conosco, nosso ritmo foi definitivamente melhor do que o de nossos principais concorrentes, como visto com Zhou, que quase terminou nos pontos. Isso mostra que temos um carro de corrida melhor do que na temporada passada e nos dá confiança olhando para Jeddah na próxima semana”, acrescentou.

Zhou: “Hoje maximizamos tudo o que podíamos e estou feliz por termos conseguido lutar tão próximo dos pontos. Tivemos uma corrida limpa, com uma boa largada, onde consegui recuperar algumas posições, mas foi bastante desafiador. Felizmente, consegui manter Kevin (Magnussen, da Haas) e o resto do pelotão atrás de mim. Fizemos progressos no fim de semana e a equipe trabalhou duro para encontrar a configuração ideal. Infelizmente, em uma corrida sem abandonos, não conseguimos pontos sem que nada acontecesse com os carros à nossa frente. Ainda há muito a melhorar para nós, e vamos continuar trabalhando em nosso desempenho para poder competir ainda mais forte por pontos em Jeddah e nas próximas corridas”, encerrou o piloto chinês.