F1: Sauber garante que chegada da Audi não está ameaçada

A Sauber, que atualmente corre sob o nome Stake F1 Team, buscou dissipar as dúvidas sobre o comprometimento da Audi com a aquisição da equipe suíça de Fórmula 1, mesmo em meio a mudanças na liderança da marca alemã.

Recentemente, rumores na imprensa alemã indicaram a possível saída de Oliver Hoffmann, figura-chave no projeto de entrada da Audi na F1. Isso se somou à saída anterior de Markus Duesmann, outro nome importante no projeto.

Apesar das movimentações, a Sauber destacou que o plano de entrada da Audi na F1 em 2026 segue firme. Alessandro Alunni Bravi, chefe da equipe, afirmou que a decisão ‘não se baseia em indivíduos, mas sim no conselho de administração da Audi, no conselho consultivo da Audi e no conselho fiscal do Grupo Volkswagen’.

Enquanto a Audi permanece discreta nos bastidores, a Sauber se prepara para a aquisição que vem ocorrendo de forma gradativa, tendo começado com uma participação de 25% em 2023 e chegará a 75% no futuro em 2026, quando então a Sauber vai se tornar a equipe de fábrica da Audi na F1.

Algumas pessoas questionam a velocidade do processo de transformação da Sauber em uma equipe de fábrica, mas Bravi acredita que o cronograma está sendo seguido. Ele afirmou: “Sabemos que, para sermos competitivos nas primeiras posições, precisamos melhorar nossas instalações, expandir nosso quadro de funcionários e investir em tecnologia, assim como todas as equipes estão fazendo. Também estamos fazendo o mesmo, e de acordo com a governança, teremos os recursos para alcançar nosso objetivo”, finalizou o chefe da equipe.