F1: Pilotos da McLaren com sentimentos diferentes no Bahrein

Os pilotos da McLaren tiveram sentimentos contrastantes no primeiro dia de treinos livres para o GP do Bahrein de Fórmula 1. Lando Norris ficou um pouco mais pessimista, mas Oscar Piastri gostou bem mais do desempenho nessa quinta-feira.

Norris: “Não foi o meu melhor dia, um pouco confuso da minha parte, simplesmente não organizei tudo o tempo todo, mas espero ter resolvido isso e poder fazer um trabalho melhor amanhã. Mas foi um bom dia para nós, tentamos algumas coisas e progredimos na compreensão do carro um pouco mais, então sim, houve progresso, mas há muitas coisas para tentar e melhorar amanhã. Acho que ainda está claro que a Red Bull está no topo, a Ferrari está perto e a Mercedes sempre foi o ponto de interrogação. Eles nunca seriam ruins. A sessão de classificação aqui no Bahrein é sempre disputada, então acho que será uma sessão complicada amanhã, não importa o que aconteça. Tudo o que pudermos tirar do carro, precisamos tirar, concluiu.

Piastri: “No TL2 o carro se comportou bem, tanto nas voltas de classificação quanto nas corridas longas. Acho que estamos em um lugar decente. Acho que estamos mais ou menos onde pensávamos. Há algumas voltas que precisamos examinar com mais detalhes sobre como foram, tanto as boas quanto as ruins. Mas acho que o sentimento geral do dia foi bastante positivo. Acho que estamos na mistura, a Red Bull não parece tão rápida quanto pensávamos, veremos quantos sacos de areia serão lançados amanhã. Está muito mais perto do que eu esperava, a Mercedes parece rápida, Fernando (Alonso da Aston Martin) parece rápido, então sim, é sempre um pouco difícil avaliar num primeiro dia de treinos, mas acho que estamos perto dos pontos”, finalizou o piloto australiano.