F1: Piastri admite erro no final da corrida em Suzuka

Oscar Piastri teve uma corrida complicada no GP do Japão de Fórmula 1, e terminou em oitavo após um incidente durante a disputa pelo P7 com George Russell.

Piastri reconheceu que o toque com Russell na última chicane não passou de um incidente de corrida. Russell, com pneus mais novos, tentou uma ultrapassagem forçada no final da prova, causando um leve contato que obrigou Piastri a sair pela área de escape. A manobra de Russell foi investigada pelos comissários, o que irritou o chefe da Mercedes, Toto Wolff.

“Eu acho que foi um incidente de corrida”, disse Piastri à imprensa. “De qualquer forma, ele terminou na minha frente, então está tudo bem.”

Para tentar segurar Russell, Piastri contou com a ajuda de Fernando Alonso, que diminuiu o ritmo para liberar o uso do DRS pelo piloto da McLaren.

Piastri elogiou a sagacidade de Alonso, destacando a eficiência da estratégia em uma pista como Suzuka. “Pela maneira como ele estava usando o motor, dava para perceber que Fernando estava tentando me manter na frente”, disse Piastri. “Com a dificuldade de seguir outro carro atualmente, é uma boa estratégia para segurar um carro mais rápido.”

“Tive alguns momentos difíceis com George, mas no final, eu cometi um erro e ele me ultrapassou. É decepcionante ter perdido a posição assim no final, no geral eu simplesmente não tive um bom ritmo hoje”, concluiu o piloto australiano.