F1: “Ninguém vai alcançar Max este ano”, afirmou Wolff

Toto Wolff praticamente ‘jogou a toalha’ na briga pelo título na temporada 2024 da Fórmula 1. Após o GP do Japão, o chefe da equipe Mercedes reconheceu a superioridade de Max Verstappen e da Red Bull Racing.

“Não vou dizer que Max não é o merecedor. Quem está na frente é quem merece”, afirmou Wolff.

Para o dirigente austríaco, a briga agora é pelo segundo lugar no campeonato. “Ninguém vai alcançar Max esse ano. A pilotagem dele está impecável e o carro é simplesmente espetacular. Só resta a disputa pelo restante do pódio. Esperamos alcançar a McLaren e a Ferrari para brigar pelo P2. É isso que temos pela frente, assim como no ano passado, quando terminamos em segundo.”

Wolff também cobrou uma reação de sua equipe. “Não sei o que vocês assistiram, mas eu fico tão focado em nossos carros que perco a noção do que acontece na corrida. Acredito que a briga entre o segundo e o oitavo lugar está bem acirrada. Precisamos nos esforçar para dar um show melhor, e quem sabe, desafiá-los no futuro”, concluiu.

A Mercedes não vence uma corrida desde o GP de São Paulo de 2022 com a vitória de George Russell, e precisará reverter o cenário para tentar salvar a atual temporada.