F1: Newey já está livre para negociar seu futuro na categoria

A novela Adrian Newey na Red Bull chegou ao fim. O projetista deixará a equipe austríaca no primeiro trimestre de 2025 e já está livre para negociar com outras equipes na Fórmula 1.

Inicialmente, especulava-se que Newey ficaria impedido de trabalhar em outra equipe até 2027 por conta de uma cláusula contratual. No entanto, o período em que o britânico segue finalizando o hipercarro RB17 para a Red Bull conta como seu ‘período de jardinagem’ (período de restrição para atuação em uma equipe concorrente).

Apesar da saída, a Red Bull não demonstra preocupação. A equipe aposta na dupla Pierre Waché e Enrico Balbo, responsáveis por grande parte do trabalho técnico nos últimos anos. “O RB20 já está sendo chamada de carro de Waché e Balbo”, afirmou a Red Bull ao GPblog. “Estamos confiantes que podemos seguir em frente sem Newey.”

Segundo rumores, o projetista já estaria diminuindo sua participação direta nos projetos da Red Bull na Fórmula 1 há algum tempo, dividindo seus 150 dias anuais de trabalho entre a equipe de F1 e o hipercarro.

Para o futuro, a Ferrari surge como principal interessada em Newey. Com essa liberação antecipada, o britânico poderia começar a trabalhar no carro de 2026 imediatamente. Aston Martin, Mercedes e McLaren também estariam na disputa, mas com chances menores.

A decisão final, porém, está nas mãos de Newey. O designer sinalizou buscar um novo desafio, mas será na Fórmula 1? Conquistar um título com a Ferrari poderia ser esse desafio, tornando a equipe italiana o destino mais provável.