F1: Newey indica que deve ir para outra equipe após deixar a Red Bull

Após anunciar sua saída da Red Bull, que vai ocorrer no início de 2025, Adrian Newey descartou a aposentadoria e deu fortes indícios de que seguirá em um novo projeto na Fórmula 1. Considerado um dos maiores projetistas da história da categoria, Newey acumula passagens por equipes como Williams e McLaren, conquistando mais de 200 vitórias e 25 títulos mundiais.

No momento, Ferrari, Aston Martin e Mercedes, estão sendo apontadas como principais interessadas em seu talento, enquanto Newey parece inclinado a continuar na ativa. “Se você me perguntasse há 15 anos, se aos 65 anos eu consideraria seriamente trocar de time, ir para outro lugar e fazer mais quatro ou cinco anos, eu teria dito que você estava louco”, afirmou Newey em entrevista a Eddie Jordan.

“Minha paixão sempre foi trabalhar como projetista no automobilismo, desde os meus oito ou dez anos. Tive a sorte de realizar esse sonho, conseguir aquele primeiro emprego e estar na F1 desde então. Cada dia é um bônus. Eu simplesmente amo o que faço”, continuou o britânico de 65 anos.

Apesar de admitir o desejo de um breve período de descanso, Newey deixa claro que a adrenalina da competição o motiva. “A melhor coisa do automobilismo é que, por mais doloroso que seja, a cada duas semanas você sabe como está se saindo. Esse feedback, eu acho, é o que vitaliza tudo. E acho que é com isso que me acostumei ao longo dos anos e sei que sentiria falta se não estivesse fazendo isso”, acrescentou.

O anúncio da saída da Red Bull, feito pouco antes do GP de Miami, e o próprio Newey comentou: “O GP de Miami foi estranho porque eu estava lá, atuando na estratégia no pit wall, mas não estava envolvido em nenhuma das decisões de engenharia ou reuniões. Estava apenas sendo questionado pela imprensa. Nunca pensei que seria uma grande notícia, para ser sincero”, finalizou.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP da Emília-Romanha, diretamente de Ímola, com o jornalista Rodrigo França.