F1: McLaren enfrenta desafios climáticos no GP do Canadá

Os pilotos da McLaren, Oscar Piastri e Lando Norris enfrentaram desafios durante o primeiro dia de treinos para o Grande Prêmio do Canadá de F1, com as condições climáticas imprevisíveis tornando difícil para equipes e pilotos avaliarem seu desempenho.

Oscar Piastri, compartilhou suas impressões após as sessões de treino: “Terminamos os treinos, foi um dia um pouco difícil com o clima, então é difícil saber onde estamos, acho que estamos indo bem, mas é difícil ter certeza, considerando que não conseguimos fazer todos os testes que gostaríamos, mas isso é igual para todos. Nosso ritmo e tempos com pneus intermediários no P2 pareciam sólidos, então isso é positivo, mas acho que será um fim de semana confuso para todos. Estou ansioso para amanhã.”

Lando Norris, também comentou sobre as condições desafiadoras: “Primeiro dia complicado na pista com as condições, o que significa que não consegui fazer tantas voltas secas quanto gostaria. Conseguimos um bom número de voltas na chuva e demos um passo razoável neste fim de semana, mas é difícil ver onde estamos. Foi uma sexta-feira difícil para todos, e as condições aqui podem mudar tudo. Agora vamos trabalhar duro durante a noite com os dados que temos e ver onde podemos mirar amanhã para o treino classificatório.”

Andrea Stella, engenheiro da equipe enfatizou a importância de se adaptar às condições variáveis: “As sessões de hoje foram afetadas pela chuva. Isso significa que não aprendemos muito sobre o comportamento dos pneus, a configuração do carro ou até mesmo nossa posição competitiva. Dito isso, talvez já tenhamos obtido as informações mais valiosas, porque as condições podem ser as mesmas para o restante do fim de semana. Portanto, o treino foi valioso, e pelo menos pudemos oferecer algo a todos os fãs que vieram nos ver hoje. Precisamos manter o foco, usar o que aprendemos hoje e estar prontos para um fim de semana movimentado,” finalizou.