F1: Massa quer justiça sobre o “Crash-Gate” de 2008

Felipe Massa está em uma batalha significativa contra a Fórmula 1 e a FIA, para revisar o resultado do GP de Singapura de 2008. O brasileiro reuniu um grande grupo de advogados e tem falado frequentemente na imprensa sobre a referida corrida. Massa afirma que não podia imaginar inicialmente que algo como o ‘crash-gate’ pudesse acontecer e também revela quando a situação começou a ficar suspeita.

O ex-piloto da Ferrari está empenhado em corrigir os resultados do GP de Singapura de 2008, conhecido como ‘crash-gate’, que foi revivido no início de 2023 com evidências de que o acidente de Nelson Piquet Jr foi intencional. Como resultado, Fernando Alonso venceu a corrida, e Massa, segundo sua própria opinião, acabou perdendo o título daquele ano por apenas um ponto para Lewis Hamilton.

Massa se vê como o verdadeiro campeão de 2008 e falou no podcast ‘Track Limits’, por que está querendo uma revisão do resultado daquele GP e consequentemente, daquele ano. O fato de ter acontecido há 15 anos, segundo o brasileiro, não faz diferença. Massa teria gostado das informações mais cedo, mas acredita que o erro ainda pode ser corrigido.

O atual piloto da Stock Car brasileira, afirmou que na época, tudo parecia realmente estranho, mas eles não tinham provas de manipulação. Ele reconhece que talvez tenha sido ingênuo, mas ressalta que sempre respeitou as regras e nunca imaginou que algo assim pudesse ocorrer na F1. Massa disse que, ao confrontar Flavio Briatore sobre o acidente, percebeu pelo rosto dele que o ex-chefe da equipe Benetton (atual Alpine) estava mentindo. Essa suspeita aumentou ao questionar Piquet Jr mais tarde na temporada e obter uma resposta semelhante.

A disputa de Felipe Massa pela verdade no ‘crash-gate’ de 2008 continua, e ele busca justiça mesmo após 15 anos do incidente.