F1: Marko revela: “Alonso nunca será companheiro de equipe de Verstappen”

O consultor de automobilismo e peça fundamental da Red Bull, Helmut Marko, esclarece por que não vê Fernando Alonso ao lado de Max Verstappen na Fórmula 1. Segundo Marko, a parceria entre os dois seria inviável devido às personalidades opostas e à diferença de gerações.

Alonso, aos 43 anos, comprometeu-se recentemente com a Aston Martin até 2026, pondo fim a especulações sobre uma possível mudança para outra equipe. Embora tenha chegado perto de assinar com a Red Bull em várias ocasiões no passado, nunca houve um acordo concreto.

“Bem, houve conversas”, revela Marko ao site Formel1.de. “Mas, como mencionei antes, um ambiente de trabalho harmonioso é muito importante para Verstappen, e acho que provavelmente não teria sido o caso com Alonso.”

Marko detalha que, apesar do respeito mútuo entre Alonso e Verstappen, a dinâmica de trabalho seria complicada. “Alonso seria o campeão mundial mais velho do time, Verstappen o mais novo, e eles são de gerações diferentes”, explica Marko.

“Não acho que Alonso faça simulações de corrida ou entre em um simulador em um avião logo após um Grande Prêmio. Eles são duas personalidades opostas, ambos muito bons pilotos e também personalidades marcantes,” acrescenta Marko.

Para Marko, a competitividade extrema de Alonso e Verstappen tornaria a parceria difícil de gerir. “Quando se trata de ver quem é mais rápido, nenhum deles é muito modesto. E seria muito, muito difícil para uma equipe levar isso em uma direção positiva.”

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.