F1: Leclerc otimista por SF-24 ter superado problemas com o vento

Boas notícias para os fãs da Ferrari. Charles Leclerc afirmou que o novo carro para a temporada 2024 da Fórmula 1 superou os problemas de sensibilidade ao vento que tanto atrapalharam no ano passado.

Em 2023, a Ferrari sofreu com fortes oscilações de desempenho ao longo dos finais de semana de corrida, principalmente devido às mudanças na direção do vento. Leclerc e seu companheiro de equipe, Carlos Sainz, chegaram a criticar publicamente a inconsistência do carro.

Para resolver isso, a equipe optou por uma ‘renovação completa’ e Leclerc está confiante nos resultados. “Ainda é difícil determinar nossa posição exata, mas fizemos o programa todo e não tivemos grandes problemas”, disse ele à imprensa após os testes de pré-temporada.

“A primeira coisa boa é que não há surpresas. Tudo que esperávamos deste carro, vimos na pista, o que nos ajuda a desenvolver o carro no simulador e tudo parece fazer sentido. Agora, sobre nossa competitividade, é difícil dizer por enquanto”, disse ele.

“Minha sensação é que a Red Bull ainda está um pouco à frente, mas temos uma base muito mais forte em comparação ao ano passado. Lembro que no ano passado terminei os testes e foi muito, muito difícil entender para qual direção desenvolver, porque o carro era muito inconsistente. Era difícil saber quais eram as principais fraquezas. Este ano é uma história diferente. Sabemos exatamente onde precisamos melhorar, quais são as principais fraquezas deste carro, e isso nos dá um pouco mais de esperança para o desenvolvimento”, acrescentou.

Leclerc também mencionou a melhora no humor da equipe em relação ao ano passado. “Vamos esperar até a próxima sexta-feira e então direi se é positivo ou não. No ano passado, provavelmente foi o pior teste que já fiz na minha carreira. Este ano está muito melhor.”

O piloto monegasco está confiante de que a Ferrari pode enfrentar melhor as condições de vento variável nesta temporada. “De nossa parte, está bem melhor. O carro do ano passado tinha como principal fraqueza a sensibilidade ao vento. Qualquer mudança minúscula tornava o carro extremamente difícil de pilotar, com grandes diferenças de equilíbrio. Este ano estamos em uma situação muito melhor. Trabalhamos muito nisso e já tivemos a confirmação no primeiro dia, então foi bom.”

Com uma base mais consistente, Leclerc espera que a Ferrari seja uma ameaça maior nas corridas. Em 2023, ele conquistou cinco poles, mas os problemas com desgaste de pneus impediram que ele transformasse essas oportunidades em vitórias.

“Estou confiante que definitivamente demos um passo adiante em termos de gestão de pneus. Quando os pneus estão mais usados, as fraquezas do carro ficam mais aparentes, você pode senti-las mais, e com as características desse carro, isso deve ser bem melhor”, concluiu Leclerc.