F1: Leclerc frustrado após seu pedido para fazer ‘zerinhos’ ser negado pela Ferrari

Charles Leclerc expressou sua insatisfação após a Ferrari negar seu pedido para fazer algumas manobras de comemoração, após o encerramento da temporada 2023 da Fórmula 1 em Abu Dhabi.

Largando na primeira fila para a última etapa da temporada, Leclerc buscava aumentar as vitórias da Ferrari em 2023, após a vitória de Carlos Sainz no GP de Singapura, a única vitória não pertencente à Red Bull na atual temporada.

Entretanto, Leclerc terminou onde começou, em P2, enquanto Max Verstappen encerrou uma temporada de domínio impressionante com a 19ª vitória.

Tradicionalmente, ao cruzar a bandeira quadriculada em Abu Dhabi, os pilotos costumam realizar manobras de comemoração, como ‘zerinhos’. Verstappen seguiu essa tradição, mas Leclerc recebeu a resposta da Ferrari de que não poderia fazer o mesmo, o que deixou o monegasco frustrado.

A conversa entre Leclerc e seu engenheiro de corrida Xavier Marcos Padros, foi a seguinte:

Leclerc: “Posso fazer alguns ‘zerinhos’, por favor?”

Marcos Padros: “Nada de ‘zerinhos’, por favor. Direto para o grid.”

Leclerc: “Arghhhh, nem isso, pelo amor de Deus.”

Apesar dos esforços de Leclerc, ele não conseguiu levar a Ferrari à segunda posição no Campeonato de Construtores, com George Russell juntando-se a Leclerc e Verstappen no pódio enquanto a Mercedes garantia a P2 por apenas três pontos.

O chefe da Scuderia, Fred Vasseur, confirmou que essa tentativa, que acabou sendo infrutífera, foi uma iniciativa de Leclerc, e acha que o piloto poderia ter sido mais agressivo em atrasar Russell.

“No entanto, acho que, para a equipe, é importante terminar de maneira positiva”, continuou Vasseur. “Charles em P2 na corrida e terminar assim é um bom primeiro passo para o próximo ano.”

Leclerc afirmou não ter interesse em sua posição no Campeonato de Pilotos, mas para constar, ele foi P5, seis pontos e duas posições à frente de seu companheiro de equipe na Ferrari, Carlos Sainz.