F1: Hungaroring inicia reformas para atender exigências da F1 até 2032

O circuito de Hungaroring está cumprindo sua promessa de atualizar suas instalações quase quarentenárias para garantir a permanência da Hungria no calendário da Fórmula 1. No início do ano passado, com o contrato existente prestes a expirar em 2027, o chefe da pista, Zsolt Gyulay, admitiu que as instalações do circuito “não mais atendem aos requisitos da Fórmula 1”.

Ele se comprometeu a atualizar os boxes, ampliar o paddock, renovar o prédio dos pits, construir uma nova arquibancada principal e um prédio-sede, entre outras melhorias. Isso levou a negociações bem-sucedidas com Stefano Domenicali, CEO da F1, resultando em um novo contrato até 2032. Relatos da mídia húngara até sugerem que o acordo inclui opções para permanecer no calendário além desse período.

Stefano Domenicali destacou a importância do compromisso do promotor em desenvolver as instalações e melhorar a experiência dos fãs, um passo importante que deseja ver em todos os eventos. Gyulay comentou: “Dado o surpreendente aumento da popularidade global da F1, que agora vê mais locais do que nunca competindo para se juntar ao calendário, a assinatura de hoje marca uma conquista significativa para nós.”

Conforme o novo acordo, a primeira parte das reformas do Hungaroring começou durante a entressafra, envolvendo demolição, escavação e a adição de uma torre de guindaste, enquanto os trabalhos no prédio dos pits e paddock começam. “A reforma do circuito está a todo vapor”, confirmou o Hungaroring. O projeto inteiro está programado para ser concluído em 2026.