F1: Horner diz que Las Vegas é “como correr de slick com a pista molhada”

A estreia da Fórmula 1 nas ruas de Las Vegas enfrentou um revés inesperado nesta sexta-feira, com a primeira sessão de treinos livres sendo interrompida após apenas dez minutos. Um bueiro solto causou danos consideráveis aos carros de Carlos Sainz, da Ferrari, e Esteban Ocon, da Alpine, levantando questões sobre a continuidade das atividades na pista.

Max Verstappen, da Red Bull Racing, que já havia expressado sua falta de entusiasmo por um Grande Prêmio em Las Vegas, viu suas preocupações se confirmarem. Enquanto isso, seu chefe de equipe, Christian Horner, que estava ansioso pela corrida na cidade do jogo, enfrenta agora um cenário de caos. Em declaração à Sky Sports, Horner comentou: “É uma pena que não estejamos na pista no momento, mas obviamente houve um problema. A estrutura ao redor do bueiro ou do poste que está lá parece ter cedido, então eles terão que verificar todos os outros para garantir que seja seguro correr.”

Os pilotos da Red Bull tiveram uma breve reunião após a sessão curta, e agora aguardam a verificação de segurança das tampas de bueiro. “Quantas tampas há por aí? Eu não sei. Eles têm que ir e verificar todas, só para garantir que é seguro correr. Estes carros estão fazendo tanta velocidade tão perto do chão. Queremos apenas ter certeza de que é seguro.”

Horner expressou sua decepção pela falta de atividades na pista, principalmente para os fãs que vieram assistir aos carros em ação. “É uma grande pena para os fãs que vieram ver os carros correndo, mas a segurança vem em primeiro lugar. Temos que acertar isso, e espero que não demore muito.”

Quando perguntado se seus pilotos tinham algo positivo a dizer sobre a nova pista, Horner respondeu: “Eles disseram que é como dirigir no molhado com pneus slick no momento. Mas isso é normal para uma superfície tão nova. Especialmente na zona de frenagem, está realmente complicado.”

Este incidente destaca os desafios de correr em circuitos de rua e a importância de garantir a segurança dos pilotos e do público. A Fórmula 1 e os organizadores do evento em Las Vegas agora trabalham para resolver esses problemas e garantir que o resto do fim de semana de corrida possa prosseguir com segurança.