F1: Horner cita momento de domínio de Verstappen nos finais de semana de GP

Max Verstappen se tornou sinônimo de domínio na Fórmula 1. Suas vitórias recordes nos últimos dois anos impressionam, mas para Christian Horner, chefe da Red Bull, um talento específico do holandês merece um destaque especial. Horner afirma, com convicção, que Verstappen chega a ser ‘dois ou três segundos mais rápido’ que os rivais na primeira volta de cada fim de semana de corrida.

“Assim que iniciamos um fim de semana de corrida, nessa primeira volta dos carros na pista, que na verdade não vale nada, Max é o piloto mais rápido. Frequentemente, dois ou três segundos mais rápido que o resto”, declarou Horner, no podcast ‘Secrets of Success’. “Eu me arrisco a apostar minha casa nisso. Para ele, isso é uma forma de mostrar que está no auge de suas habilidades e é a autoridade, que está em sintonia com o carro.”

Horner não economiza elogios ao piloto de 26 anos. Em contraste com a imagem implacável na pista, ele revela um lado doce do holandês: “Max é um jovem de 26 anos muito gentil, apaixonado por corrida e não muito confortável com a fama e notoriedade que tem. Ele só quer fazer seu trabalho, correr com força e é muito honesto e direto.”

Mas quando entra no carro, a transformação é completa. “Ele é implacável. Nunca conheci um piloto tão determinado quanto Max assim que entra no carro. Você sabe que vai dar 110% dele e ele espera o mesmo da equipe”, afirmou Horner.

O chefe da Red Bull atribui parte da excepcional performance de Verstappen no início dos finais de semana, a uma combinação de talento e pressão: “Max tem a confiança, o talento, a sensibilidade e a técnica para fazer isso, para se adaptar tão rapidamente. Ele chegou à F1 em uma idade muito jovem, sem nenhum treinamento nas categorias menores. Ele fez esse treinamento em público na arena da Fórmula 1, onde tudo que você faz é estudado em detalhes por todos. É a sua força mental, essa resistência mental nos momentos importantes, seja uma sessão de classificação, uma ultrapassagem ou uma volta de saída, que o faz brilhar. Eu ainda não vi um piloto que possa lidar com a pressão tanto quanto Verstappen quando há tanto em jogo”, concluiu Horner.