F1: Hamilton desanimado após “pior treino em muito tempo”

Lewis Hamilton classificou o TL2 para o GP da Austrália de Fórmula 1 como um dos piores que já teve na carreira. O piloto da Mercedes terminou apenas na 18ª colocação após sequer conseguir simular uma volta classificatória competitiva com os pneus macios.

No TL1, Hamilton já havia ficado apenas em nono, mas a proximidade dos tempos do pelotão da frente talvez não refletisse a real dificuldade do piloto. No segundo treino, Hamilton não conseguiu explorar o potencial dos pneus macios, além de enfrentar um problema com a proteção de fibra de carbono dos freios de seu W15, que precisou ser consertada com fita adesiva.

No geral, o diretor de equipe Toto Wolff admitiu que experimentos com a configuração do carro tiveram um efeito desastroso.

Visivelmente abatido, Hamilton comentou sobre seu desempenho: “Não estou me sentindo bem. Tivemos uma das piores sessões que provavelmente já tive em muito tempo. O TL1 pareceu bom, na verdade o carro foi o melhor que já esteve, mas depois só piorou. Fizemos grandes mudanças para o TL2 e foi difícil.”

Questionado se poderia tirar algum ponto positivo para o TL3 e a sessão de classificação, Hamilton respondeu: “Depois daquela sessão, me sinto menos confiante do que nunca com este carro. Mas há aspectos positivos da nossa simulação do TL1 que podemos aproveitar”, encerrou o heptacampeão.