F1: Haas precisa provar bom uso de verba para receber mais investimentos

A Haas começou a temporada 2024 da Fórmula 1, de forma razoável, somando quatro pontos nas três primeiras corridas, bem melhor do que o início de 2023. No entanto, a equipe americana sabe que precisa de atualizações para continuar brigando por pontos. E para conseguir essas atualizações, o time novamente depende do dono da equipe, Gene Haas.

Gene foi criticado no ano passado por não investir o suficiente para o sucesso da equipe. Em entrevista à Auto, Motor und Sport, Ayao Komatsu, chefe da equipe e substituto de Guenther Steiner, falou sobre o assunto: “Gene me prometeu: ‘Você poderá conseguir mais dinheiro se provar que usamos o dinheiro que temos com eficiência’. Agora cabe a nós darmos a ele confiança de que estamos investindo seu dinheiro com sabedoria.”

Embora o número de atualizações implementadas pelas equipes nas primeiras três corridas tenha sido regular, a verdadeira batalha pelo desenvolvimento começa a partir do Japão. Ficar parado é retroceder. No entanto, o chefe da Haas argumenta que sua equipe ainda é a menor do grid. “As outras equipes vão nos superar em número de atualizações. Portanto, devemos tentar tirar o máximo das nossas”, disse ele.

Para a Haas, o principal foco de desenvolvimento do VF-24 está nas curvas de alta velocidade. No Bahrein, Arábia Saudita e também na Austrália, a equipe perdeu muito tempo nesses trechos. Portanto, a veloz pista de Suzuka será um grande desafio para a equipe neste final de semana.

“Tivemos algumas ideias sobre como vender caro nossa pele. Isso nos afetará mais na sessão de classificação do que na corrida”, concluiu Komatsu, sem entrar em maiores detalhes.