F1: Golpe duro para Red Bull com renovação de Norris e McLaren

A Fórmula 1 viveu um terremoto no mercado de pilotos nesta sexta-feira. Lando Norris, um dos maiores talentos da categoria, renovou seu contrato com a McLaren, deixando a Red Bull, que sonhava com o britânico, mordendo os dedos. Essa decisão não só garante o futuro da McLaren com uma dupla jovem e promissora (incluindo Oscar Piastri), mas também complica o plano da equipe austríaca, que terá que buscar em um ‘segundo escalão’ o companheiro de Max Verstappen nas próximas temporadas.

Com a renovação de Norris, quatro talentos da F1, Verstappen, Norris, Piastri e Charles Leclerc, estão agora com seus futuros definidos por contratos de longo prazo. George Russell, da Mercedes, tem grande chance de permanecer na equipe alemã, enquanto Lewis Hamilton e Fernando Alonso já estão em estágios avançados de suas carreiras. Isso significa que a Red Bull terá poucas opções de alto calibre para substituir Sergio Perez como parceiro de Verstappen a partir de 2026.

Christian Horner, chefe da Red Bull, nutria a esperança de contar com Norris após o término do contrato do mexicano no final de 2024. A ideia era utilizar Perez como ‘ponte’ até a chegada do piloto britânico. Daniel Ricciardo, apesar de ainda ter chances de ocupar o posto em 2025, já não é visto como a solução ideal no longo prazo.

Com as portas para Norris fechadas, a Red Bull terá que olhar para opções como Liam Lawson e Alex Albon. Lawson, piloto reserva da AlphaTauri, vem sendo avaliado há anos, mas ainda não teve a chance de provar seu valor na F1. Albon, apesar de um bom desempenho na Williams, não conseguiu convencer quando esteve na Red Bull ao lado de Verstappen.

Na pista, a McLaren ainda não conseguiu superar a Red Bull de forma consistente, exceto em uma corrida sprint no Catar. No entanto, no mercado de pilotos, a equipe britânica acaba de dar um golpe de mestre, deixando a rival austríaca em uma situação delicada. Essa vitória fora das pistas certamente alimenta ainda mais a intensa rivalidade entre as duas equipes dentro da F1.

Resta saber como a Red Bull reagirá a essa reviravolta e quem será o escolhido para ocupar o cockpit ao lado de Max Verstappen nas próximas temporadas. A saga promete mais capítulos emocionantes no que já se configura como uma das grandes batalhas na Fórmula 1 moderna.