F1: Gasly surpreso com saída de diretor técnico da Alpine

O piloto Pierre Gasly expressou surpresa com a saída do agora ex-diretor técnico da Alpine, Matt Harman, em meio à série de mudanças na equipe. Harman, juntamente com o engenheiro sênior Dirk de Beer, contribuiu para o êxodo da equipe, que enfrenta um início desafiador na temporada 2024 da Fórmula 1.

Questionado sobre a saída de Harman, Gasly comentou: “É sempre uma surpresa porque eu estava bastante próximo do Matt, entrando na equipe e tentando entender a filosofia e as mudanças que fizemos neste novo carro. Então é um pouco surpreendente, obviamente, eu sabia um pouco antes de se tornar público, mas no final do dia, eu me concentro nos meus afazeres. Tenho que pilotar o carro rápido, levar a equipe para frente e fornecer feedback claro, e é aí que minha energia é direcionada, e no momento isso exige bastante energia”, disse ele.

Apesar do desempenho decepcionante da Alpine no início da temporada, onde os dois carros ocuparam posições no final do grid, Gasly destacou um impulso nos bastidores: “Todos estão decepcionados, mas o que gosto de ver é que ninguém está derrotado. Todos querem ver o fim do túnel, todos estão trabalhando em sua parte e tentando melhorar o máximo que podem. Então seja a equipe na garagem, na sala de engenharia ou na fábrica, sentimos mais união do que nunca, e nesse tipo de situação, é crucial permanecer juntos e na mesma direção. Sinto que todos estão se esforçando para melhorar, mas na F1 leva tempo, por mais que eu odeie porque estou lutando contra o tempo toda a minha vida, na pista e fora dela no momento. Terei que ser paciente”, finalizou o francês.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.