F1: Frustração para a Alfa Romeo em Abu Dhabi

Foi uma sessão de classificação para o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, extremamente frustrante para a Alfa Romeo-Sauber. Os dois pilotos irão largar no final do grid, com Valtteri Bottas em P18 e Zhou Guanyu em P19,

Alessandro Bravi, representante da equipe: “Não podemos negar que essa foi uma sessão de classificação muito decepcionante. Sabemos a importância de uma boa posição de largada, principalmente numa pista como esta, por isso o saldo para nós, esta noite, é muito negativo. Tivemos um bom TL3 hoje cedo e ambos os pilotos confirmaram que se sentiam confortáveis com a configuração e o equilíbrio do carro, por isso precisamos analisar o que aconteceu na classificação e por que não conseguimos entrar no Q2. Zhou estava igualando Yuki (Tsunoda) na curva seis, quando travou as rodas e perdeu seis décimos. Sua volta desapareceu então, sem chance de se recuperar. Valtteri se sentiu confortável com o carro e sua volta foi limpa, mas simplesmente não teve ritmo suficiente. Ainda falta algo. Precisamos entender como extrair desempenho do nosso carro nessas condições. Amanhã será um desafio, começando atrás, daremos tudo, mas precisaremos de circunstâncias excepcionais para conseguir marcar pontos”, concluiu.

Bottas: “Os resultados de hoje são definitivamente decepcionantes, pois até a última sessão de treinos livres parecia que tínhamos a chance de progredir na sessão de classificação. Em termos de sensação, tivemos uma melhoria em relação a ontem e as nossas voltas foram decentes. Infelizmente, acho que não poderíamos ter conseguido muito mais em termos de ritmo hoje. Analisaremos as causas desse resultado durante a noite, para ver o que pode ser feito para melhorar. Amanhã será difícil, começando nas últimas posições, mas esperamos que uma largada limpa e algumas circunstâncias inesperadas, como um Safety Car, possam nos ajudar a jogar nossas cartas da melhor maneira. É a última corrida da temporada e ainda queremos encerrar o nosso ano de uma forma decente, então vamos dar tudo até à última curva da última volta para conseguir isso”, acrescentou.

Zhou: “Antes dessa sessão, o nosso desempenho parecia muito promissor, por isso precisamos compreender porque recuamos. Tudo parecia diferente esta noite e foi difícil fazer os pneus funcionarem. Cometi um erro na curva seis, travei as rodas e depois disso foi muito difícil me recuperar. Mesmo sem erros, porém, não acho que teríamos tido ritmo para passar para o Q2. Podemos esperar condições semelhantes amanhã e precisamos ver o que podemos mudar para melhorar. É a última corrida da temporada e vamos dar tudo para recuperar terreno”, finalizou o piloto chinês.