F1: “Foi uma pena terminar em P8”, Russell desabafa após classificação difícil

A classificação para o GP do México no Autódromo Hermanos Rodríguez foi palco de grandes emoções e surpresas. Charles Leclerc, da Ferrari, mostrou sua habilidade ao cravar a pole position, com Carlos Sainz, também da Ferrari, logo atrás, garantindo a segunda posição. A Red Bull não ficou para trás, com Max Verstappen conquistando o terceiro lugar. No entanto, o piloto está sob investigação, acusado de possivelmente ter impedido outros competidores no pitlane.

Dentre as declarações pós-classificação, George Russell, da Williams, compartilhou sua frustração: “Foi uma pena terminar em P8 porque mostramos sinais de bom ritmo em alguns momentos, mas não entregamos quando era necessário. Faltou consistência hoje – em algumas voltas fomos bem, em outras não, então foi uma situação confusa. Na última volta, tentamos algo diferente na volta de saída com um novo set de pneus, e não funcionou, os pneus não estavam na janela certa. Quanto a amanhã, será difícil largando de P8 – teremos que gerenciar os freios e as temperaturas do motor também serão um desafio. Viemos aqui esperando ser competitivos e espero que possamos progredir na corrida, mas não será fácil.”

Além das palavras de Russell, outros pilotos renomados, incluindo Lewis Hamilton, estão sob o microscópio dos comissários devido a diversas infrações. Daniel Ricciardo, por sua vez, chamou a atenção com um desempenho formidável, posicionando sua AlphaTauri em quarto lugar.