F1: “Foi uma noite louca e movimentada”, disseram os pilotos da Alpine

A Alpine teve um desempenho inferior ao esperado nos treinos livres de hoje para o GP de Las Vegas de Fórmula 1. O TL1 acabou sendo interrompido depois de apenas nove voltas completadas, devido à problemas na pista. Já no TL2, Pierre Gasly ficou com o P15 e Esteban Ocon ficou com o P16.

Matt Harman, diretor técnico: “Foi uma noite bastante interessante aqui em Las Vegas. Infelizmente, Esteban sofreu danos significativos em seu carro no TL1 depois de bater em uma tampa de bueiro que estava solta ao retornar ao Pit Lane sob condições de bandeira vermelha. O impacto resultante causou danos à parte frontal do assoalho e à parte inferior do chassi. Isso significou que tínhamos que preparar o chassi sobressalente. Agradecemos à equipe pela recuperação e por ter tudo pronto a tempo para o atrasado TL2. Cada volta é vital em um novo circuito e foi importante ter os dois carros rodando durante os 90 minutos completos no TL2, onde também experimentamos alguns itens para nosso carro A524. Foi meio surreal correr com um carro de Fórmula 1 nas primeiras horas da manhã, mas acho que isso faz parte da incrível experiência de Las Vegas! Temos muitos dados para trabalhar antes do TL3 e pretendemos ter ambos os carros em uma boa janela de acerto para a sessão de classificação”, concluiu.

Ocon: “Foi uma noite movimentada, com muitas emoções, para dizer o mínimo! Por um lado, foi muito legal pilotar pelas icônicas ruas de Las Vegas pela primeira vez hoje, e por outro, um final infeliz e prematuro para a primeira sessão de treinos livres. Sofri grandes danos no meu carro depois de bater em uma tampa de bueiro solta na pista durante as primeiras voltas, e consequentemente, tivemos que trocar o chassi. Grande crédito para a equipe por consertar tudo em um prazo tão apertado, bem a tempo para a segunda sessão atrasada. O TL2 foi direto, testando coisas diferentes e me familiarizando com os pneus e as condições da pista. Gostei dessa pista e deve ser uma sessão de classificação e uma corrida emocionantes. Vamos ver o que podemos fazer hoje mais tarde, depois de algumas horas de sono merecido para todos”, acrescentou.

Gasly: “Foi uma noite muito louca em Las Vegas. Acho que nunca mais voltaremos a pilotar um carro de Fórmula 1 às 3 da manhã! Em primeiro lugar, foi bom pilotar no circuito pela primeira vez, e devo dizer, é um espetáculo bastante impressionante com todas as luzes e paisagens icónicas. Foi uma pena perder o TL1, por isso foi importante maximizar os 90 minutos completos no TL2 para estar preparado para o resto do fim de semana. Aprendemos muito com essa sessão, e é importante agora aproveitarmos o tempo para analisar os dados e tentar melhorar o carro antes da sessão de classificação”, encerrou o francês.

O F1MANIA.NET cobre o GP de Las Vegas da F1 ‘in loco’ com Victor Berto.