F1: Fim de semana para esquecer de Hamilton; problemas no W15 no GP da Austrália

Lewis Hamilton, piloto da Mercedes, viu seu fim de semana de pesadelo culminar com um abandono forçado no Grande Prêmio da Austrália. Hamilton, que já enfrentava dificuldades desde as sessões iniciais, descreveu sua performance na sexta-feira como “uma das piores” de sua carreira, um prenúncio dos problemas que enfrentaria ao longo do evento, culminando em seu fracasso em avançar para o Q3 na qualificação no Albert Park.

Optando por iniciar a corrida com pneus macios, a Mercedes baseada em Brackley buscou oferecer a Hamilton um diferencial estratégico em relação aos seus competidores. No entanto, as possibilidades dessa estratégia nunca chegaram a ser exploradas, pois Hamilton foi forçado a parar na pista na volta 16, na saída da curva oito em direção à chicane rápida de nove e dez, afastando-se para o lado da pista logo em seguida. O piloto britânico, sete vezes campeão mundial, reportou uma falha na unidade de potência como a causa de seu abandono.

Este incidente desencadeou um breve período de safety car virtual, marcando a primeira interrupção da corrida. Esse abandono seguiuo de Max Verstappen, da Red Bull, que também deixou a corrida nas voltas iniciais após um incêndio em sua roda traseira direita.