F1: “Equipes precisam de medidas radicais para bater a Red Bull”, afirmou Berger

A temporada 2024 da Fórmula 1 promete ser intensa, especialmente na briga para destronar a Red Bull do topo do grid. O ex-piloto de F1, Gerhard Berger, afirmou em entrevista ao Auto Motor und Sport, que as equipes precisam dar ‘passos radicais’ para superar o time de Max Verstappen e Sergio Perez, que dominou a categoria em 2023 com 21 vitórias em 22 corridas.

“Na Fórmula 1, as coisas nunca são óbvias. A Red Bull está em um patamar altíssimo. Se mantiverem esse nível, será difícil alcançá-los. Só funcionará se os outros tomarem medidas radicais. A Ferrari ainda confia muito no tradicional”, disse Berger.

O ex-piloto ressalta que a Mercedes e Lewis Hamilton não devem ser subestimados, e elogia o trabalho da McLaren. Mas é a Red Bull que se tornou o ponto de referência, tanto pela performance quanto pela aura de invencibilidade. “Na era de Schumacher, já dizíamos: ‘Isso não vai durar’. Mas esse domínio também gera admiração. Você fica hipnotizado pela perfeição. O piloto não erra, a equipe executa pit stops impecáveis, o carro não quebra… É fascinante e te deixa curioso para saber se eles vão repetir a dose”, concluiu Berger.

As palavras do austríaco indicam que as equipes devem buscar soluções inovadoras para desafiar a Red Bull, mas se isso vai realmente acontecer na temporada de 2024, teremos que aguardar para conferir.