F1: Domenicali prevê disputa mais acirrada pelo título em 2024

O CEO da Fórmula 1, Stefano Domenicali, está confiante de que a Fórmula 1 apresentará uma batalha mais competitiva pelo campeonato mundial em 2024. Esta temporada foi uma das mais dominantes na história do esporte, com a Red Bull falhando em vencer apenas um dos 22 Grandes Prêmios e Max Verstappen mais que dobrando a pontuação do segundo colocado – seu próprio companheiro de equipe, Sergio Perez.

De acordo com a agência de notícias DPA, este domínio coincidiu com uma preocupante queda de 20% na audiência televisiva no tradicional, mas em dificuldades, mercado alemão. “Max Verstappen e a Red Bull fizeram de 2023 um ano para encontrar superlativos”, admitiu Charly Classen, diretor de esportes da Sky Deutschland. “O grande desempenho do antigo e novo campeão mundial significou que não houve tensão na luta pelo título”, acrescentou.

E, com as regulamentações permanecendo as mesmas para 2024, e as equipes agora limitadas no que podem gastar para alcançar a Red Bull devido ao teto orçamentário, muitos preveem outro ano fácil de domínio da Red Bull no próximo ano. No entanto, Domenicali é mais otimista.

“McLaren mostrou que você pode desenvolver um carro mais competitivo mesmo com o teto orçamentário”, insistiu o italiano. “Acredito que na próxima temporada haverá mais luta. Vimos isso em Abu Dhabi, onde os 20 carros estavam dentro de um segundo (na qualificação)”, acrescentou.

“A grande novidade no próximo ano será também o ritmo na corrida. Nosso objetivo é expandir o máximo possível a cultura e a paixão por este esporte”, concluiu Domenicali.

Este otimismo de Domenicali reflete a esperança contínua na Fórmula 1 para manter a competitividade e o interesse no esporte. Apesar do domínio recente da Red Bull, a crença de que outras equipes podem se aproximar sob as restrições do teto orçamentário sugere um futuro emocionante para a F1, onde o desempenho em pista e as estratégias de desenvolvimento dos carros desempenharão papéis cruciais na determinação dos campeões.