F1: “Contrato é uma fortuna”, Vasseur brinca sobre negociações com Hamilton

Chefe da Ferrari destaca conversas frequentes com Hamilton, mas descarta mudança para a Ferrari

Frederic Vasseur, chefe da equipe Ferrari, fez piada sobre as frequentes conversas com Lewis Hamilton, sugerindo que, se cada conversa levasse a um contrato, “isso me custaria uma fortuna”. Vasseur e Hamilton mantêm uma relação próxima desde que o heptacampeão mundial conquistou o título da GP2 em 2006 com a equipe ART de Vasseur.

Vasseur confirmou que conversou com Hamilton no Azerbaijão, quando o futuro do piloto na Mercedes estava incerto. No entanto, em agosto, durante o Grande Prêmio da Itália, Hamilton assinou um novo contrato de dois anos com a Mercedes, que o manterá na equipe até os 41 anos, indicando que uma mudança há muito especulada para a Ferrari poderia estar descartada.

Além disso, Vasseur também comentou sobre as expectativas de renovação de contrato para os atuais pilotos da Ferrari, Charles Leclerc e Carlos Sainz. “Estamos sempre em contato”, disse Vasseur, falando à imprensa. “É verdade que metade do grid dirigiu para mim no passado, e em Baku, tive uma discussão com Lewis no paddock, que começou a circular por todos os lugares, mas se ele assinasse um contrato comigo cada vez que falamos no passado, isso me custaria uma fortuna!”

Vasseur também mencionou Max Verstappen, observando que qualquer equipe “ficaria satisfeita” em receber o atual tricampeão mundial. Quanto aos atuais pilotos Leclerc e Sainz, ele deu uma atualização enigmática: “Pode ser o alvo [que novos acordos sejam fechados com ambos] antes da primeira corrida”, explicou o francês.