F1: Chefe da Haas diz que precisa de carro competitivo para manter pilotos experientes

O novo chefe da Haas na Fórmula 1, Ayao Komatsu, sabe que tem uma grande responsabilidade em relação à sua dupla de pilotos para 2025, Kevin Magnussen e Nico Hulkenberg.

Em entrevista ao RacingNews365, Komatsu reconheceu que, se a Haas não fornecer um carro competitivo nesta temporada, ambos os pilotos podem optar por sair. Ele ressaltou que a prioridade é desenvolver um carro que permita a Magnussen e Hulkenberg brigarem por pontos e assim queiram permanecer na equipe.

“Se o nosso carro não for bom, e os nossos pilotos atuais quiserem sair, isso não será nada bom”, disse Komatsu. “Então, estou focado em colocar isso sob controle primeiro, que é o nosso carro e a nossa equipe, e depois depende do que os pilotos decidirem.”

Apesar da preocupação com o futuro, Komatsu elogiou a experiência de Magnussen e Hulkenberg, chamando-os de ‘uma combinação muito boa’. Ele acredita que o carro da Haas em 2024 tenha potencial para permitir que ambos demonstrem seu talento.

“Os três dias de testes de pré-temporada, provaram que eles formam uma boa dupla. O feedback deles foi essencial, ambos pilotaram muito bem, então estou satisfeito com isso”, concluiu Komatsu.