F1: Barcelona disposta a gastar para continuar recebendo a Fórmula 1

O Conselho da Cidade de Barcelona está disposto a aumentar o financiamento para salvar o Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 em meio a um novo acordo para um GP em Madrid. O CEO da F1, Stefano Domenicali, anunciou um contrato de dez anos para uma corrida anual em Madrid a partir de 2026, um ano após o término do contrato atual do GP da Espanha no Circuito de Catalunha, em Barcelona.

Domenicali não descarta um novo acordo para Barcelona, elogiando o novo chefe do circuito, Oriol Sagrera, e indicando a possibilidade de dois GPs na Espanha no mesmo calendário. Enquanto o GP de Madrid será totalmente financiado de forma privada, Barcelona depende de financiamento institucional e governamental.

O conselho da cidade de Barcelona expressou seu compromisso em manter o GP, indicando a disposição de aumentar sua contribuição financeira atual para garantir a competitividade das instalações de Montmeló. A contribuição de Barcelona foi reduzida pela metade nos últimos anos, mas o governo regional da Catalunha mantém um excelente relacionamento com a F1 e a ministra dos esportes da Espanha, Pilar Alegria, mostrou interesse em trabalhar para a concorrência de dois GPs no país.

O prefeito de Madrid, Jose Luis Martinez-Almeida, enfatizou que a realização do GP de Madrid não se opõe a Barcelona, enquanto Domenicali reiterou que a presença da F1 em Madrid não exclui a possibilidade de permanecer em Barcelona no futuro.