F1: Aston Martin apresentou um ritmo razoável em Abu Dhabi

Os pilotos da Aston Martin tiveram bons desempenhos no geral, nas duas sessões de treinos livres para o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1. O piloto reserva da equipe, Felipe Drugovich garantiu um ótimo P2 no TL1. Lance Stroll, que participou das duas sessões, ficou com o P5 e o P13, respectivamente no TL1 e TL2, enquanto Fernando Alonso ficou com o P11 no TL2.

Alonso: “Não aprendi muito com o TL2, pois tivemos falta de sorte com as duas bandeiras vermelhas e não houve muita ação. É importante praticar um pouco e o TL2 é a única sessão de treinos livres com condições que representam a sessão de classificação e a corrida, por isso temos algum trabalho a fazer, mas é o mesmo para todos. Vamos tentar de tudo para terminar a temporada de forma positiva. Tudo pode acontecer, como vimos nas duas últimas provas. Vamos lutar até a última volta e ver o que podemos fazer”, concluiu.

Stroll: “Apesar das duas bandeiras vermelhas no TL2 ainda tivemos um bom desempenho hoje. Tive uma boa noção do carro para amanhã e estou satisfeito com os dados que coletamos hoje. A sessão de classificação é importante aqui, e o objetivo tem que ser chegar ao Q3. Estou ansioso pela corrida no domingo e vamos nos esforçar muito para terminar a temporada em alta”, acrescentou.

Drugovich: “O P2 na minha segunda sessão de TL1 do ano foi bom! O início da sessão foi focado principalmente em alguns testes aerodinâmicos. Isso significou fazer algumas voltas constantes e consistentes para garantir que estávamos coletando os dados necessários para otimizar o acerto para as próximas sessões. Depois disso, recebi pneus macios e pude forçar, o que é sempre o melhor. O carro parecia rápido, e fizemos progressos desde Monza, e acho que estamos começando o fim de semana em um bom lugar. Agora estou ansioso para apoiar a equipe neste fim de semana e depois voltar à pista na terça-feira para o teste de final de temporada para jovens pilotos. Ter um dia inteiro de corrida é sempre benéfico para entrar em um bom ritmo e para encontre os limites do carro”, encerrou o brasileiro.