F1 Academy ajusta fim de semana de corrida para 2024

A F1 Academy, integrante do programa de apoio da Fórmula 1 em 2024, vai enfrentar uma agenda comprimida ao compartilhar o circuito com séries de desenvolvimento como a F2. Para esta temporada, cada evento da F1 Academy contará com uma ou duas sessões de treinos de 40 minutos, uma sessão de qualificação de 30 minutos e duas corridas de 30 minutos. A posição de largada para a primeira corrida será decidida pelo melhor tempo de cada piloto na qualificação, enquanto o segundo melhor tempo determinará a posição no grid para a segunda corrida. Isso representa uma redução no tempo de pista da F1 Academy, de sete para quatro ou cinco sessões por fim de semana.

Esta alteração foi inicialmente sugerida pelo cronograma do Grande Prêmio da Arábia Saudita de 2024 em Jeddah, que marca o início da temporada da F1 Academy de 7 a 9 de março. Embora as sessões da F1 Academy tenham sido temporariamente removidas do cronograma, elas foram posteriormente adicionadas ao site da F1 Academy em 17 de fevereiro, sem anúncio oficial sobre a mudança.

No ano anterior, a F1 Academy acompanhou a F1 em sua rodada final em Austin e apoiou diversas séries na Europa, oferecendo duas sessões de qualificação e três corridas por etapa. A nova estrutura de duas corridas por fim de semana aproxima o formato da F1 Academy ao do Campeonato de Fórmula Regional Europeu, contrastando com a série W Series, exclusiva para mulheres, que oferecia tempo de pista limitado.

A F1 Academy, que preenche o espaço deixado pela W Series, buscou abordar críticas de tempo de pista limitado adicionando múltiplas corridas por fim de semana e proporcionando mais oportunidades de testes pré-temporada e durante a temporada. Um teste de três dias ocorreu em Barcelona de 5 a 7 de fevereiro, e outro está programado para a próxima semana no Circuito da Corniche de Jeddah, em preparação para a abertura da temporada.

Ao mudar para duas corridas por fim de semana, a F1 Academy alinha seu calendário mais estreitamente com outras séries de apoio da F1, como a F2 e a F3, e introduz mudanças nas regras para a temporada de 2024, incluindo a alocação de pontos para a Super Licença da FIA para as cinco melhores colocadas e a permissão de uma entrada “wild card” por etapa por um piloto local, que será gerenciada pela equipe campeã, a Prema Racing.