CEO da McLaren acredita em F1 inigualável após era Red Bull/Verstappen

Zak Brown, CEO da McLaren, expressou confiança de que a Fórmula 1 está prestes a atingir um patamar sem precedentes, especialmente quando o domínio da Red Bull e Max Verstappen finalmente chegar ao fim.

Na última temporada, os quatro times que seguiram a Red Bull no Campeonato de Construtores, tiveram pouca diferença em termos de desempenho. As performances de Mercedes, Ferrari, McLaren e Aston Martin, foram amplamente equilibradas ao longo da temporada, como evidenciado pelo número de pódios conquistados por cada equipe.

Mercedes e Aston Martin asseguraram oito pódios cada, enquanto Ferrari e McLaren alcançaram nove. A grande diferença é que a Ferrari foi a única além da Red Bull a vencer uma corrida, com Carlos Sainz triunfando no GP de Singapura em 2023.

No entanto, nenhuma equipe conseguiu competir consistentemente com a Red Bull ou Verstappen, que conquistou seu terceiro título consecutivo de pilotos.

Brown acredita que a única coisa que impede a F1 de não apenas se tornar menos previsível, mas atingir um nível completamente novo, é o final do domínio da Red Bull e de Verstappen.

“Não acho que a Fórmula 1 já tenha sido tão competitiva, e acredito que vai ficar ainda mais ainda”, afirmou Brown, durante uma entrevista no Speedcafe KTM Summer Grill.

“Você tinha Max e o RB19 fazendo sua mágica, o que tornou as disputas na frente um pouco mais previsíveis do que gostaríamos. Mas por trás disso, olhe para nós, éramos o nono mais rápido no início do ano, e acabamos sendo o segundo mais rápido no final da temporada. Então acho que a categoria é incrivelmente competitiva, e acredito que, uma vez que alguns de nós alcance a Red Bull, a Fórmula 1 será algo como nunca vimos antes”, encerrou Brown, esperançoso com o futuro da categoria.