As corridas mais épicas da Fórmula 1

Ao longo de sua história, a Fórmula 1 promoveu diversas corridas inesquecíveis, com batalhas indeléveis que atravessaram gerações e até hoje são lembradas pelos amantes da velocidade. Como não poderia ser diferente, a maioria dessas provas marcaram a disputa pelo título mundial de pilotos, mas há também outros GPs que trouxeram muita emoção pelas ultrapassagens, batidas e até discussões.

Na atual temporada, o campeonato começou um pouco morno e com amplo domínio da Red Bull de Max Verstappen, mas nas últimas provas as vitórias de Lando Norris e Charles Leclerc trouxeram um tempero a mais para uma disputa que promete ficar mais acirrada até o fim do ano.

Apesar de a RBR ainda ser a favorita para vencer ambos os campeonatos, de acordo com as probabilidades da F1 comparadas pelo Oddschecker Brasil, Ferrari e McLaren parecem ser capazes de lutar corrida por corrida contra Verstappen e a equipe austríaca, talvez dando origem a corridas épicas como às que assistimos como fãs de F1 no passado recente.

Japão 1976

O campeonato mundial de Fórmula 1 de 1976 foi tão emblemático que virou até filme. Disputada do início ao fim pela Ferrari de Niki Lauda e a McLaren de James Hunt, aquela temporada só foi decidida na última prova, em Fuji, no Japão, embaixo de muita chuva, tensão e indecisão até os instantes finais.

Depois do terrível acidente que sofreu em Nurburgring, na décima etapa, Lauda chegou à decisão ligeiramente em vantagem na classificação do campeonato. No entanto, temendo pela sua segurança com a tempestade que caía durante a prova, ele se retirou e deixou o caminho livre para o rival, que lutou até as últimas voltas para garantir o terceiro lugar que precisava para se tornar campeão do mundo.

Japão 1989

Treze anos depois, novamente as terras nipônicas foram palco de uma prova decisiva valendo o título, mas desta vez em Suzuka. Atual campeão, Ayrton Senna precisava chegar à frente de seu companheiro de equipe, Alain Prost, para evitar o tricampeonato do francês e levar a disputa para a última corrida, na Austrália.

Largando na pole, o brasileiro não teve uma boa saída e logo foi ultrapassado pelo rival, que passou a liderar a prova. Senna então iniciou uma perseguição intensa a Prost e, quando conseguiu espaço para tomar a dianteira, foi fechado pela outra McLaren e os dois bateram. O francês abandonou, enquanto Senna voltou e venceu a corrida, mas acabou desclassificado por supostamente cortar a chicane onde a colisão ocorreu, e assim o “Professor” ficou com o tri.

Bélgica 1998

A única corrida dessa lista que não envolve uma briga direta pelo título ficou marcada pela chuva e uma grande confusão na largada, na qual nada menos do que 13 dos 22 carros que iniciaram a prova se acidentaram em massa. Felizmente, ninguém se machucou gravemente e a prova pôde ser reinicializada pouco tempo depois.

Precisando vencer para tomar a liderança do campeonato, já que Mika Hakkinen havia abandonado, Michael Schumacher liderava tranquilo quando de repente encontrou a traseira da McLaren de David Coulthard, então companheiro do rival finlandês e que era retardatário. O alemão acabou perdendo a asa dianteira e uma das rodas, e desperdiçou dez pontos preciosos na briga pelo título, que ficou com o oponente no fim do ano.

Brasil 2008

O GP do Brasil de 2008 ficará para sempre guardado na memória dos brasileiros. Naquele 2 de novembro, Felipe Massa e Lewis Hamilton disputavam o título mundial na última prova do ano, e o brasileiro precisava ganhar e torcer para que o inglês chegasse no máximo em sexto. E era o que estava acontecendo até a última curva.

A corrida em si não teve grandes lances de maior agito e Massa venceu de ponta a ponta. Já Hamilton teve muitos problemas ao longo de todo o domingo e tudo parecia conspirar a favor do anfitrião, que estava sendo campeão quando cruzou a linha de chegada. No entanto, o piloto inglês conseguiu uma ultrapassagem sobre Timo Glock na última curva da última volta e jogou um verdadeiro balde de água na fria na cabeça da torcida brasileira.

Lewis Hamilton, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, F1 2021
Lewis Hamilton, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, F1 2021 (Foto: XPB Images)

Abu Dhabi 2021

Mais recentemente, uma das últimas e talvez a mais emocionante prova dos últimos anos aconteceu na decisão do campeonato de 2021. Heptacampeão mundial, Lewis Hamilton buscava um inédito octa, enquanto Max Verstappen ainda lutava pelo primeiro título da carreira. Depois de uma temporada de muitos atritos e disputas, eles chegaram a Abu Dhabi rigorosamente empatados na classificação. Ou seja, quem chegasse na frente era campeão.

Sem dificuldades, Hamilton abriu larga vantagem na frente e tinha a corrida na mão, até que um Safety Car nas últimas voltas mudou tudo. O inglês não parou nos boxes e ficou com um pneu duro antigo, enquanto o holandês trocou para um macio novo. Entre uma e outra decisão equivocada da direção de prova sobre a relargada, eles tiveram apenas uma volta em bandeira verde para decidir o campeonato, e Max conseguiu a ultrapassagem e terminar na frente.