Buscando vaga na Stock Car, paranaenses correrão em casa neste fim de semana pela Stock Series

Akyu Myasava, Alfredinho Ibiapina, Gustavo Frigotto e Kaká Magno. Em comum, os quatro pilotos compartilham o grid da Stock Series, a categoria de acesso à Stock Car. Outro ponto que liga os competidores está na origem, uma vez que todos eles são nascidos no Paraná, estado que recebe a segunda etapa da temporada 2024, neste fim de semana (17 a 19 de maio) no autódromo Zilmar Beux, em Cascavel.

Com perfis bem distintos, Myasava e Ibiapina são pilotos muito jovens, com 15 e 16 anos, respectivamente, e são recém-saídos do kart; Gustavo Frigotto inclusive já fez 25 corridas na Stock Car e almeja regressar ao grid mais concorrido do esporte a motor nacional; e Kaká Magno é uma das representantes femininas no grid, traz currículo de vasta experiência em várias competições do automobilismo nacional e internacional e está no seu segundo ano na Stock Series.

Único cascavelense do grid da Stock Series nesta temporada, Myasava tem apenas 15 anos. O piloto é o caçula da categoria em 2024 e estreia com a equipe gaúcha Garra Racing Team, tricampeã por equipes (2015, 2016 e 2021), após ter conquistado títulos no kartismo, como o Sul-Brasileiro, bicampeão paranaense e também a taça de campeão em Santa Catarina.

No ano passado, o piloto correu na Fórmula Delta e faturou quatro pódios. Em sua estreia na Stock Series, Myasava marcou um oitavo lugar na primeira corrida, em Interlagos. O jovem busca agora mais um passo na sua curva de aprendizado correndo em casa. Assim como Myasava, Alfredinho Ibiapina trilhou uma carreira de êxito antes de chegar à Stock Series. Com 16 anos, o curitibano já foi campeão brasileiro e do Open Brasileiro de Kart, além de ter sido vice-campeão da Copa Brasil.

Alfredinho chega à divisão de acesso correndo pela W2 Racing ProGP, campeã das duas últimas temporadas, depois de também ter competido por uma temporada na Fórmula Delta, onde marcou pole position e vitória na Copa Brasil. Ibiapina vem de uma estreia com resultados importantes, tendo finalizado entre os seis primeiros nas corridas 1 e 2 em São Paulo.

Com 29 anos, o curitibano Gustavo Frigotto está de volta às pistas depois de dois anos afastado das corridas e regressa à Stock Series como piloto da repaginada Artcon Racing, equipe também paranaense e que nasceu da estrutura da antiga RKL Competições, liderada pelo preparador Edson Ricarte.

De todos os competidores que correm na Stock Series neste ano, Frigotto é quem tem mais experiência e já fez 79 corridas na categoria, com vitória e 21 pódios no currículo, além de ter finalizado em terceiro lugar a temporada de 2019, no seu melhor resultado na competição. Em 2023, o piloto e professor de história começou bem, com dois terceiros lugares em Interlagos, e luta pelo título e pelo superprêmio para voltar à Stock Car, onde correu entre 2021 e 2022.

O quarteto paranaense para 2024 é completado pela curitibana Kaká Magno, que faz sua segunda temporada na Series representando a equipe RTR Sport Team. Magno é uma das duas mulheres que correm no grid da categoria e busca alçar voos maiores depois de um ano de aprendizado na competição.

Com uma trajetória de títulos no kart, Magno já pilotou em categorias como a antiga Fórmula 4 Sul-Americana, Mercedes-Benz Challenge e Fórmula Inter. Além disso, a piloto também passou pela Europa, onde competiu na Wolf Racing Cars, EuroNascar e representou o Brasil no FIA Motorsport Games, em Paul Ricard, no ano de 2022, tendo sido indicada também para correr na Scirocco R Cup Volkswagen.