Kart
|
11 de junho de 2024 10:06

Vencedoras da FIA Girls on Track Brasil Seletiva de Kart 2024 disputarão Brasileiro em outubro

Após um intenso dia de treinos e corridas no Kartódromo Speed Park, em Birigui, no interior paulista, no domingo, 9 de junho, a FIA Girls on Track Brasil Seletiva de Kart 2024 teve suas vencedoras definidas.

Nicolle Campos Nascimento, paraibana de João Pessoa, é a campeã da categoria Cadete.

Na Júnior, o título ficou com a paulistana Fernanda Ribeiro Cerqueira.

E na categoria Graduadas a vencedora foi a catarinense Maria Eduarda Nienkötter.

Participaram da Seletiva 38 kartistas, nove na categoria Cadete, 14 na Júnior e 15 na Graduadas.

A premiação das campeãs nas três categorias será disputar gratuitamente o Campeonato Brasileiro de Kart, a maior competição do kartismo nacional, de 8 a 12 de outubro, no mesmo circuito Interlagos em que elas correram no Speed Park, em Birigui, nas categorias Cadete, F4 Júnior e F4 Graduados.

Maria Eduarda e Maria Luiza Bedin, a vice-campeã da Graduadas, também ganharam um teste na categoria de turismo Nascar Brasil Series, que será realizado no Autódromo de Interlagos, em 5 de agosto, após a etapa da Copa Truck no fim de semana anterior.

“Nós vínhamos negociando há algum tempo para a Nascar Brasil oferecer uma oportunidade para a campeã e a vice da Graduadas. Elas terão a possibilidade de dar um possível passo para automobilismo, conhecendo e pilotando um carro de turismo. É algo legal porque a categoria está prestigiando nosso trabalho, interessada em ter meninas pilotando lá nas próximas temporadas. É uma primeira parceria conosco.  Estamos muito felizes com isso. Nosso objetivo com a Seletiva de Kart é fomentar a base. Poder proporcionar um passo adiante para as kartistas mais experientes é um avanço para nós”, diz Bia Figueiredo, presidente da CFA (Comissão Feminina de Automobilismo) criada por Giovanni Guerra, presidente da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), e coordenadora do FIA Girls on Track Brasil. 

As campeãs

Cadete – Vencedora da Seletiva de Kart na categoria Cadete, da qual participou pela segunda vez, a paraibana Nicolle Campos Nascimento tem nove anos e meio de idade. E uma coleção de títulos. No fim de 2020, começou a acompanhar o pai, Felipe, que voltou a competir, no Centro de Treinamento de Motocross de João Pessoa. Fez um amigo que tinha uma motinho. Quis uma. Ganhou a primeira, para brincar, no início de 2021, ano em que também descobriu o mundo do kart. Depois ganhou uma moto infantil de competição. Resultado: em 2022, venceu o Campeonato Paraibano e o Campeonato Alagoano de Motocross e fechou o ano com os títulos de campeã do Pernambucano de Kart e vice-campeã do Campeonato Paraibano de Kart. Em 2023, foi vice-campeã da Copa Nordeste de Kart, vice-campeã do Paraibano de Kart, terceira colocada no Campeonato Pernambucano de Kart, e venceu uma etapa do Campeonato Larco Bahiano de Kart. Nesta temporada, está liderando os campeonatos Paraibano, Pernambucano e Sergipano de Kart. Parou com motocross, está concentada no kart e, atualmente, sonha correr na Copa Truck quando crescer. 

Júnior – Novata, Fernanda Ribeiro Cerqueira, paulistana de 15 anos, começou a andar de kart de aluguel no Campeonato das Karteiras, no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), no início de 2023. Foi vice-campeã na categoria iniciantes. Nesta temporada, está disputando o Campeonato das Karteiras e o Campeonato Kart Pra Elas, também no Kartódromo da Granja Viana. Fã de esportes, começou a gostar de Fórmula 1 vendo a série sobre a categoria na Netflix, passou a acompanhar as corridas, a gostar de torcer, a admirar a tecnologia dos carros e se apaixonou de vez quando foi ver o GP de São de F-1 de 2023 em Interlagos. Sua meta é se tornar piloto profissional, evoluindo a partir do kartismo para chegar à Fórmula 4 brasileira. 

Graduadas – Experiente, Maria Eduarda Nienkötter, de Florianópolis, 17 anos, filha de Fernando Nienkötter e sobrinha de Leonardo Nienkötter, expressivos pilotos de Santa Catarina, corre de kart desde os seis anos de idade. Entre títulos conquistados, em 2019 foi vice-campeã brasileira da categoria Júnior; pole position e quarta colocada da Júnior no Open, a abertura do Campeonato Brasileiro de Kart;  terceira colocada da Júnior na Copa Brasil; e quinta colocada da Júnior do Catarinense de Kart. Em 2018, foi pole position e vice-campeã do Catarinense de Kart na Júnior Menor, depois de ser pole position e campeã da Cadete no Open do Catarinense de Kart de 2017. De dezembro de 2022 a maio de 2024, morou nos Estados Unidos, por meio de intercâmbio estudantil, para se aprimorar nas línguas inglesa e francesa. Antes de ir, fez alguns treinos de Fórmula Ford. Retornou ao Brasil em maio, mas, nesta temporada, esteve três vezes em São Paulo para correr na Fórmula Delta, e se tornou a primeira mulher a subir ao pódio da categoria, que integra o Campeonato Paulista, em terceiro lugar. O sonho dela é ir para a F1 Academy. Até chegar lá, sua estratégia é agarrar qualquer oportunidade para correr de carro, seja de fórmula ou turismo. 

A vice-campeã da Graduadas – Catarinense, Maria Luiza Bedin, de 17 anos, anda de kart desde os sete. Começou correndo na Cadete. Aos 11 anos, migrou para o kart indoor, pelo custo menor, e participou de campeonatos, como o Brasileiro de Kart Rental. Em 2023, começou a correr de kart com motor de quatro tempos, e terminou em terceiro lugar no Campeonato Catarinense de Kart. Nesta temporada

This website is unofficial and is not associated in any way with the Formula 1 companies. F1, FORMULA ONE, FORMULA 1, FIA FORMULA ONE WORLD CHAMPIONSHIP, GRAND PRIX and related marks are trade marks of Formula One Licensing B.V.