Red Bull suspeita de flexão de asas e pressiona FIA, “se isso continuar, teremos que seguir pelo mesmo caminho”

A Red Bull suspeita que outras equipes no grid estejam quebrando as regulamentações da FIA. Segundo um relatório publicado pela Auto Motor und Sport, a Red Bull acredita que algumas equipes estariam flexionando suas asas dianteiras mais do que o permitido, e que “Se isso continuar sendo tolerado, teremos que seguir pelo mesmo caminho”, afirma a RBR.

Em 2021, a Mercedes acusou a RBR de ter sua asa traseira flexionando além do limite, e que essa quebra no regulamento resultava em um ganho de velocidade nas retas por parte da equipe austríaca.

No ano passado, 2023, surgiram especulações de que a Aston Martin teve de fazer mudanças em sua asa dianteira devido a preocupações da FIA sobre uma possível violação das regras. Pouco depois, a equipe, que mostrava alto desempenho, sofreu uma queda na performance durante as corridas.

Segundo a AMuS, a Red Bull ainda tentou persuadir a Aston Martin de protestar contra a Ferrari e McLaren, mas que a equipe decidiu ir por outro caminho e não contestar.