Leclerc renova com a Ferrari: Uma história de amor no mundo da F1

Após anos de altos e baixos, Leclerc reafirma seu compromisso com a Scuderia, visando o campeonato mundial

A mídia italiana reagiu entusiasmada à extensão do contrato entre Charles Leclerc e a Ferrari, que vê o piloto de 26 anos se comprometendo com o futuro da equipe.

A “Gazzetta dello Sport” abriu com: “A história de amor entre Charles Leclerc e a Ferrari continua.” Leclerc renovou seu contrato prestes a expirar na Scuderia, permanecendo leal à sua paixão de infância. O jornal observa que Leclerc deposita total confiança no chefe da equipe, Frederic Vasseur, afirmando: “A Ferrari não revelou quantos anos a extensão do contrato terá, mas espera-se que seja um compromisso de longo prazo”. O jornal destaca a aposta de Leclerc no plano de recuperação de Vasseur, apesar dos anos difíceis na Ferrari. “É claro que o coração e a lealdade de Leclerc ainda estão com a Scuderia. Isso tem sido assim desde que ele era criança. Ele está muito confiante de que as coisas podem mudar.”

O “Corriere della Sera” também mencionou Carlos Sainz, o companheiro de equipe espanhol de Leclerc, observando: “Um novo contrato de longo prazo para Leclerc, enquanto Sainz ainda tem que esperar. Isso mostra a ordem de prioridades na Ferrari.” O jornal ressalta que, enquanto a Ferrari ainda trabalha na extensão do contrato de Sainz, há alguns obstáculos a superar. “Provavelmente será uma extensão de quatro anos para Leclerc e, assim, todo o projeto Vasseur gira em torno dele. Ele também começará a ganhar mais, embora ainda não esteja próximo a Lewis Hamilton e Max Verstappen.”

Finalmente, a “Repubblica” incluiu palavras românticas em sua resposta: “O casamento entre Leclerc e a Ferrari continua! Já era esperado que eles estendessem e agora a palavra final saiu. No entanto, nunca houve dúvida sobre essa extensão, ambas as partes queriam continuar a cooperação.” O jornal também destacou os desafios enfrentados por Leclerc na Ferrari, como problemas mecânicos e estratégicos, mas ressaltou seu sucesso em termos de pole positions, comparando-o a Michael Schumacher e Niki Lauda.