F1: Wolff observa a Red Bull e Verstappen se reduzirem: “Isso é crucial”

Max Verstappen conquistou a vitória no Grande Prêmio do Canadá de F1. O fim de semana começou de forma nada ideal para o piloto holandês, com problemas durante o segundo treino livre. No entanto, após classificação em que ele ficou em segundo lugar, atrás de George Russell, ele terminou no topo no domingo no Circuito Gilles Villeneuve. Ainda assim, Toto Wolff observa a liderança da Red Bull se reduzindo.

Sergio Perez teve uma classificação turbulenta em Montreal, sendo eliminado após o Q1. No domingo, as coisas não melhoraram para o piloto mexicano, que perdeu sua asa traseira durante a corrida, obrigando-o a abandonar, com apenas Verstappen pontuando, será difícil para a Red Bull garantir o título de construtores por conta própria. Wolff percebe a liderança do construtor austríaco diminuindo.

O chefe da Mercedes comentou: “As últimas corridas têm sido mais difíceis para eles, e acho que todos deram passos à frente. Hoje, havia duas ou três equipes que poderiam ter vencido a corrida, talvez nós, não exatamente. Mas não sei se eles regrediram, mas o mais importante é que a diferença está se reduzindo e isso é crucial”, disse Wolff após a corrida.

A Mercedes teve um desempenho sólido no Canadá, com um terceiro e quarto lugar durante a corrida, algo que Wolff espera não ser excepcional: “Espero que não seja apenas relacionado à pista. Montreal é um circuito atípico, especialmente em relação à média de velocidade nas curvas e mudanças de direção, mas no geral, o Verstappen mencionou que o carro está em um ponto onde eles podem extrair mais dele. Eles estão mais confiantes e, portanto, tudo se torna mais fácil,” finalizou Wolff.