F1: Wolff expressa decepção após GP do Canadá: “Russell poderia ter evitado esses erros”

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, revelou uma mistura de esperança e decepção após o Grande Prêmio do Canadá de F1. Embora a equipe tenha conseguido levar para casa 28 pontos, empatando com a McLaren, Wolff acreditava que a vitória estava ao alcance até que George Russell cometeu erros cruciais em Montreal.

“A vitória era uma possibilidade distante ou um sonho curto quando George estava com pneus duros. Ele estava se aproximando e tinha um ritmo muito forte. Por um segundo, pensamos nisso, mas não se deve ser muito ganancioso”, explicou Wolff à Sky Sports após a corrida.

No entanto, as esperanças de Wolff foram despedaçadas quando Russell perdeu o controle do carro em um momento crítico e mais tarde fez uma manobra arriscada em Oscar Piastri, resultando em perda de posição.

“Aquela ultrapassagem (em Piastri) naquela curva nunca foi uma opção. Ele estava assumindo alguns riscos e tentou muito. E esta foi talvez um pouco ambiciosa demais e custou a posição, mas ele recuperou depois”, acrescentou Wolff.

Agora, a equipe Mercedes terá que esperar até o Grande Prêmio da Espanha para avaliar seus níveis de competitividade em relação aos seus principais concorrentes: Red Bull, Ferrari e McLaren.