F1: Vasseur diz que a alegação de sabotagem a Hamilton é “irracional”

Fred Vasseur, chefe da equipe Ferrari, expressou seu apoio à Mercedes após várias pessoas no paddock do Grande Prêmio da Espanha de F1, incluindo um jornalista do Daily Mail, terem recebido uma mensagem anônima alegando que Lewis Hamilton está sendo “sabotado” pela Mercedes devido a sua suposta mudança para a Ferrari em 2025.

A mensagem anônima acusava a equipe alemã de sabotar deliberadamente o heptacampeão mundial, com o remetente afirmando ser um funcionário da equipe. No entanto, a Mercedes e seu chefe, Toto Wolff, negaram a autenticidade do remetente e contataram a polícia para investigar o caso.

Durante a coletiva de imprensa de sexta-feira, Fred Vasseur defendeu Wolff e apoiou a Mercedes. “Isso é completamente irracional e ninguém no paddock poderia fazer algo assim, estamos lutando pelo campeonato e a cada fim de semana estamos tentando marcar mais pontos do que os outros. Como você pode imaginar que dizemos, ‘Lewis, não queremos mais marcar pontos com ele.’ Isso, para mim, é completamente irracional e totalmente fora do escopo da pessoa que está fazendo meu negócio,” disse Vasseur.

Vasseur desacreditou totalmente da mensagem anônima, destacando a impossibilidade de uma equipe prejudicar um de seus próprios pilotos em meio à competição pelo campeonato.