F1
|
3 de abril de 2024 14:43

F1: Saída de Verstappen seria um “golpe” para a Red Bull, afirmou Perez

Sergio Perez reconheceu que a saída de Max Verstappen da Red Bull Racing, seria um duro golpe para a equipe, em meio a rumores que ligam o holandês a uma possível transferência para a Mercedes a partir da temporada 2025 da Fórmula 1.

Verstappen conquistou 36 vitórias nas últimas 47 corridas desde o retorno dos carros de efeito solo à F1 em 2022, período em que a Red Bull se tornou novamente a equipe a ser batida.

No entanto, especula-se que o tricampeão possa buscar uma nova casa devido à tensão recente na equipe, iniciada após a investigação sobre o chefe do time, Christian Horner.

Horner foi inocentado de suposto comportamento inadequado, em uma investigação realizada pela própria equipe, mas Jos Verstappen, pai de Max, sugeriu que a posição de Horner se tornou insustentável.

Apesar de jurar fidelidade ao time austríaco muitas vezes, Verstappen destacou que a presença do consultor da Red Bull, Helmut Marko, é crucial para sua permanência.

Surgiram relatos de que Marko e o empresário de Verstappen incluíram uma cláusula no contrato do piloto, que lhe permitiria sair da equipe sob certas condições.

Questionado se tinha uma cláusula similar em seu contrato, que termina no final de 2024, Perez respondeu: “Não tenho essa cláusula. Não sei qual é a cláusula do contrato de Max. Acho melhor perguntar a ele. Max, pelo que eu sei, tem contrato com a equipe e está totalmente comprometido. Não acho que seja meu papel comentar. Não tem nada a ver comigo. Estou focado nas minhas decisões, no que tenho que fazer. E acho que ficar falando de outros pilotos quando não sabemos dos fatos, não faz sentido.”

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, está buscando um substituto para Lewis Hamilton, que vai para a Ferrari em 2025, e declarou publicamente que Verstappen é sua escolha número um para a vaga.

Perez, companheiro de Verstappen desde 2021, afirmou que a decisão do holandês em mudar de ares colocaria a Red Bull em uma situação desafiadora.

“Acho que a equipe está em uma posição muito forte com os resultados que estamos tendo atualmente e a harmonia que existe no time, acho que para alcançar isso leva muito tempo”, acrescentou. “Neste momento, a dinâmica está boa, todos na equipe estão trabalhando bem juntos. Todo o grupo de engenheiros está unido. E você pode ver isso na pista e o quão eficientes temos sido no último ano. Então, não vejo razão para mudar. E obviamente seria um golpe para a equipe se Max saísse”, finalizou o piloto mexicano.

This website is unofficial and is not associated in any way with the Formula 1 companies. F1, FORMULA ONE, FORMULA 1, FIA FORMULA ONE WORLD CHAMPIONSHIP, GRAND PRIX and related marks are trade marks of Formula One Licensing B.V.