F1: Russell continua crítico consigo mesmo: “Eu poderia ter feito melhor”

Desde o Grande Prêmio de Mônaco de F1, algo começou a funcionar novamente para a Mercedes, e agora são capazes de lutar pelas melhores posições dentro do grupo líder. Na classificação para o sprint, George Russell e Lewis Hamilton terminaram em P4 e P6. No entanto, Russell ainda não estava 100% satisfeito com sua volta na Áustria.

Depois de conquistar a pole position no Canadá e terminar em quarto na classificação em Barcelona, George Russell mais uma vez colocou sua Mercedes na segunda fila do grid para o Sprint na Áustria. O britânico ainda era crítico em relação à sua volta.

“O pneu macio estava realmente bom, para ser honesto, e minha volta foi realmente forte. Fiquei bastante surpreso com a diferença, mas acho que exagerei nas voltas de saída. Tirei muita vida dos meus pneus na volta de saída e acho que provavelmente isso tirou o pico de aderência deles”, explicou Russell à F1TV.

Antes do fim de semana, havia muitas previsões sobre como os carros se classificariam na frente do grid. O britânico também compartilhou sua avaliação até agora, já que terminou atrás das duas McLaren e do pole position Max Verstappen, mas conseguiu derrotar as duas Ferrari em todas as três sessões de classificação para o sprint: “Provavelmente um pouco à frente da Ferrari no momento. A McLaren ainda parece estar um pouco à frente. Mas, é bom estar na frente um pouco mais consistentemente,” acrescentou.

“Definitivamente lutando pelo pódio, eu acho, amanhã no sprint. Obviamente, os olhos na corrida principal são o mais importante, mas novamente uma validação de que estamos meio que nessa mistura agora.” finalizou Russell, que terá que lutar contra Verstappen, Lando Norris e Oscar Piastri para subir no pódio do Sprint no sábado.