F1: Perez revela como Verstappen influenciou sua decisão de renovar com a Red Bull

Sergio Perez assinou um novo contrato de 2 anos com a Red Bull, que o mantém na equipe até 2025, com a possibilidade de extensão até 2026.

Em uma recente entrevista, Perez revelou que o desafio de competir ao lado de Max Verstappen foi um dos fatores decisivos para sua decisão de continuar na Red Bull: “Adoro ter esse desafio de ser companheiro de equipe de Max. Isso me fez querer continuar, precisamente porque é um desafio. Isso te faz continuar aprendendo e crescendo”, disse Perez.

Antes do Grande Prêmio do Canadá, foi anunciado que o piloto mexicano havia assinado uma extensão de dois anos, que posteriormente foi esclarecida como sendo um contrato de 1+1. Esse contrato assegura a permanência de Perez na Red Bull até 2025 e dá à equipe de Milton Keynes a opção de mantê-lo até 2026.

Perez admitiu que tinha várias opções antes de assinar a extensão do contrato, mas sua principal ambição sempre foi permanecer na Red Bull: “Tive algumas opções fora desta equipe, mas minha aspiração era continuar com esta equipe, estou muito feliz. Adoro trabalhar com este grupo de mecânicos e engenheiros. Todos trabalham muito e dão o seu melhor. Estou super feliz em continuar minha jornada com esta equipe e sou extremamente grato pela oportunidade que me foi dada. Gostaria muito de encerrar minha carreira com esta equipe,” disse ele.

O desafio de competir com Verstappen, o atual campeão mundial, foi um dos motivadores para Perez. Ele reconhece a dificuldade de estar ao lado de um piloto tão dominante, mas vê isso como uma oportunidade de crescimento. “Você também viu com outros pilotos o quão difícil é. A Red Bull é diferente de qualquer outra equipe nesse aspecto. Mentalmente, isso tira tudo de você e você também precisa ser muito forte para lidar com a pressão dentro desta equipe,” acrescentou.

Perez destacou que a presença de Verstappen eleva o nível de desempenho dentro da equipe, algo que ele valoriza para seu próprio desenvolvimento. “Do lado de fora já há muita coisa acontecendo e dentro da equipe você está lidando com alguém que define o ritmo atuando em um nível tão alto. Ele é um com o carro. Se você vai para outra equipe com um companheiro de equipe diferente, a situação é outra, mas este é o desafio que eu simplesmente amo,” finalizou.