F1: ”Não somos os mais rápidos no momento,” admite Verstappen após GP da Inglaterra

O Grande Prêmio da Inglaterra de F1, foi uma corrida cheia de altos e baixos para Max Verstappen. No final, o holandês ainda conseguiu terminar em segundo lugar, principalmente devido à estratégia correta. No entanto, ainda há muito trabalho a ser feito para a próxima corrida.

“Sim, não estava indo a lugar algum. Naqueles pneus médios, os pneus dianteiros imediatamente ficaram muito quentes e eu simplesmente não tinha aderência nas curvas lentas. Eu não podia mais atacar nas curvas rápidas, por isso naturalmente caí para trás. Em um ponto, parecia que poderia ser P5 ou P6. Isso obviamente não é o que você quer,” disse Verstappen.

Tanto Verstappen quanto a Red Bull estavam no topo para ter a estratégia no ponto certo. Isso resultou no segundo lugar: “Decisões corretas. Eu disse que agora temos que ir para os intermediários, então isso foi bom. Mas mesmo lá nós estávamos apenas muito lentos, claro. Os pneus novamente ficaram muito quentes e no final fizemos a chamada certa novamente para ir daqueles intermediários para slicks,” acrescentou.

“Realmente ainda não poderíamos ter feito melhor. A equipe então também colocou aquele pneu duro no meu carro e isso foi obviamente bom para mim. Com um carro que estava muito lento, eventualmente chegando em segundo e apenas tomando todas as decisões certas como equipe, então esse é o máximo. Mas sim, isso obviamente não é o que eu quero”, disse o tricampeão mundial.

O salto que Verstappen conseguiu fazer no final da corrida não foi por causa da velocidade da Red Bull. “Isso é mais porque, claro, eles tinham o pneu errado no carro. Se eles tivessem dirigido naquele pneu duro, claro que também não teríamos tido chance.” Para a Hungria, ainda há muito a ser feito, segundo o holandês. “Trabalho a ser feito. Realmente não somos os mais rápidos no momento,” finalizou.