F1: Hülkenberg admite que considerou Haas antes de fechar com Audi: “Estou feliz aqui”

Nico Hülkenberg admitiu que chegou a cogitar seguir com a Haas na temporada 2025 da F1. Antes de assinar um contrato multianual com a Sauber, o competidor fez um balanço de tudo o que já conquistou ao lado da equipe norte-americana.

O piloto esteve ausente da categoria desde 2019, mas recebeu a oportunidade de retornar ao grid através da equipe americana na temporada passada. Então, neste ano, em seis etapas, já ganhou seis pontos, capitalizando a melhoria da equipe nesta temporada.

Apesar das discussões com o diretor da equipe, Ayao Komatsu, sobre uma possível extensão de contrato, o alemão optou por assinar um contrato de vários anos com a Sauber, que irá se tornar a Audi em 2026.

O piloto alemão destacou que aprecia as conquistas menores como pontuações com uma equipe como a Haas pode ser tão gratificante tanto quanto estar com um fabricante. “É um par de sapatos diferente, mas para mim, tendo estado aqui há um ano e neste quarto de temporada, me sinto muito feliz aqui”, expressou.

“Eles também foram a equipe que me deu a chance de um retorno, que obviamente também traz alguma importância e apreciação do meu lado em relação à equipe.”

Ele comparou a experiência de competir com uma equipe menor à sua passagem pela Force India, descrevendo como uma equipe de azarão, mas destacando a importância e apreciação do lado da equipe. Hülkenberg ressaltou o ambiente positivo e amigável na Haas, onde celebram mais os pequenos momentos, em contraste com grandes equipes de fábrica como a Renault.

Representar uma equipe de fábrica como a Audi não será uma novidade para Hülkenberg, que correu na Renault entre as temporadas de 2017 e 2019.