F1: Hamilton reconhece que vitórias com a Mercedes ainda estão “a algumas corridas” de distância

Lewis Hamilton acredita que a Mercedes ainda está a algumas corridas de distância de lutar por vitórias na F1, mas enfatiza que seu foco principal durante sua despedida da equipe não é uma última vitória, mas sim a consistência e a redução da diferença de pontos para os líderes.

Hamilton, piloto da Mercedes, admite que a equipe ainda não está pronta para competir por vitórias imediatas, mas espera que possam estar na disputa em algumas semanas. Apesar dos progressos recentes, com melhorias no desempenho do W15, começando com uma nova asa dianteira no carro de George Russell no Grande Prêmio de Mônaco, Hamilton mantém as expectativas.

Nos últimos GP no Canadá e na Espanha, a Mercedes alcançou seus melhores resultados do ano, com finalizações consecutivas em terceiro e quarto lugares e uma pole position para Russell no Circuito Gilles Villeneuve. No entanto, Hamilton advertiu contra o otimismo excessivo.

“Seria bom quando perguntado sobre a importância de uma vitória final com a equipe que ele chama de lar desde 2013. “Mas eu acho que, considerando de onde viemos, apenas ter consistência e ver se podemos colocar a equipe mais acima nos pontos – acho que tem que ser o alvo. Por agora, vamos tentar ter mais fins de semana consistentes como este e então veremos. Mas ainda não estamos atualmente em posição de poder lutar com eles por vitórias,”
disse Hamilton.

“Você diria que talvez Montréal… Quero dizer, George provavelmente deveria ter ganhado aquela, mas se eu tivesse me classificado onde sinto que deveria, também havia potencial lá. Então veremos nas próximas corridas.” finalizou.