F1: GP do Canadá preparado para enfrentar condições climáticas úmidas

Conhecido por suas condições climáticas imprevisíveis, o Grande Prêmio do Canadá de F1 de 2024 não será exceção. Após dias de bom tempo em Montreal, uma frente de baixa pressão está prevista para se aproximar da cidade de Quebec antes do fim de semana.

O Circuito Gilles Villeneuve, situado na Ilha Notre Dame, no rio São Lourenço, já testemunhou várias estreias vitoriosas na F1, incluindo as de Jean Alesi em 1995, Lewis Hamilton em 2007, Robert Kubica um ano depois e Daniel Ricciardo em 2014.

“Estamos nos preparando para possíveis tempestades na quinta-feira, seguidas por fortes chuvas na sexta-feira, o que poderá afetar principalmente o FP2”, relata o chefe da equipe local.

Para o sábado e domingo, as previsões indicam altas chances de chuva, com nuvens densas sobre Montreal e possíveis impactos no treino de classificação. O domingo iniciará com tempo seco e ensolarado, mas há previsão de aumento significativo da chuva durante o dia, levantando a possibilidade de uma corrida seca-molhada.

Com máximas de 21°C na sexta-feira, que deverão cair para 18°C no sábado e domingo, e uma força moderada do vento, os pilotos enfrentarão desafios adicionais nas retas e curvas de baixa velocidade do circuito.