F1: Dados, estatísticas e recordes anotados no GP da Inglaterra de 2024

Demorou, mas voltou a acontecer: Lewis Hamilton venceu mais uma corrida na F1. No GP da Inglaterra do último domingo, o britânico largou da segunda colocação, fez bom uso da estratégia e foi o primeiro a receber a bandeira quadriculada – e em frente à sua torcida caseira.

O feito por si só já é notável, afinal, foi o triunfo número 104 da carreira do sete vezes campeão mundial. Entretanto, muitos outros feitos e conquistas estão ligados à vitória em Silverstone como, por exemplo, o fim do jejum de 56 GPs sem vencer, ou 945 dias – a última havia sido no GP da Arábia Saudita de 2021.

Ainda, foi a nona vez que Lewis ganhou em Silverstone. Com isso, assumiu absoluto o recorde de piloto com mais vitórias em uma mesma prova/circuito, além de ter sido seu 12º pódio consecutivo no circuito e o 15º total.

E Hamilton também se tornou o primeiro piloto a ter mais de 300 corridas feitas a ter alcançado uma vitória após a marca – o GP da Inglaterra foi sua prova de número 344.

Com 17 anos e um mês entre sua primeira vitória, GP do Canadá de 2007, e sua última, GP da Inglaterra de 2024, Lewis ainda sustenta o recorde de maior intervalo entre os triunfos – Kimi Räikkönen tinha 15 anos entre sua primeira e última vitória.

Sobre Max Verstappen, o neerlandês subiu em seu 107º pódio, se tornando o quarto piloto com mais top-3 da história da F1, atrás de Sebastian Vettel, 122, Michael Schumacher, 155, e Hamilton, 199. Ainda, sustenta liderança com 84 pontos de vantagem em 2024.

Enquanto isso, Lando Norris terminou pela sétima vez no pódio na temporada, além de a McLaren ter ficado no top-3 em sete das últimas oito corridas. Esse também é o segundo ano consecutivo do britânico no pódio em Silverstone.